Russell planeja decisão sobre futuro durante férias da F1: “Não estou forçando o assunto”

George Russell só quer debater o futuro na Williams e uma possível vaga na Mercedes depois das tradicionais férias da Fórmula 1, em agosto. Inglês está no time de Grove desde 2019

Verstappen assume liderança da F1 após vitória: assista aos melhores momentos do GP de Mônaco (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Na terceira temporada pela Williams, George Russell é um dos nomes mais badalados do mercado de pilotos da Fórmula 1, já de olho na temporada 2022. O inglês surge como um dos candidatos para uma vaga na Mercedes, que ainda não definiu o futuro do finlandês Valtteri Bottas e vê o heptacampeão mundial Lewis Hamilton com contrato até o fim da temporada.

Russell, que teve a oportunidade de substituir Hamilton por uma corrida em 2020 após o campeão ser infectado pela Covid-19, só quer discutir sobre a temporada 2022 durante a tradicional pausa de agosto da Fórmula 1, quando a categoria ficará três semanas sem realizar corridas.

“Eu acho que naturalmente queremos algo decidido para qualquer lado durante a pausa do verão. Acho que está nos melhores interesses de todos, mas para ser honesto, não estou forçando o assunto com Mercedes, Williams, estou apenas focado no meu trabalho”, declarou Russell em entrevista à revista inglesa Autosport.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

George Russell não quer debater futuro. (Foto: Williams)

Russell é piloto da academia Mercedes e corre na Williams desde 2019. O piloto comentou que acredita que a montadora vai sempre escolher o melhor para sua carreira, seja no carro campeão do mundo ou em outro lugar que ele possa ser encaixado. Quando correu pela esquadra no GP de Sakhir, em 2020, liderou a maior parte da corrida, mas sofreu com pit-stop errado e furo de pneu que o deixaram em nono.

“E eu sei que, como sempre disse, se eu desempenhar o potencial que acredito ser capaz, estou me colocando no mercado. Acho que aquela corrida no Bahrein me deu uma oportunidade única de quase provar isso. Antes disso, sempre era um desconhecido pela minha situação na Williams. Não estou forçando o assunto, apenas aproveitando cada corrida, aproveitando onde me encontro”, comentou.

“A Mercedes me gerencia, e eles querem o melhor para a minha carreira. Estão em uma posição única, mas querem o melhor para mim. Se eles acreditarem que eu mereço a oportunidade, estarei lá. Se não acreditarem, vão encontrar um outro lugar onde posso me desenvolver, mas sinto que estou pronto para brigar por vitórias e campeonatos”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar