Russell cita “ressaca emocional” da F1 e ressalta importância de cuidar da saúde mental

George Russell destacou que, em um esporte tomado pela pressão como a Fórmula 1, cuidar da saúde mental é tão importante quanto ir à academia para fortalecer o corpo

Ao viver em um esporte que aceita a extrema pressão sobre os pilotos como algo normal, George Russell disse ter aprendido a importância de cuidar da saúde mental e de conversar com especialistas para lidar com as “ressacas emocionais” geradas pela Fórmula 1. Ao recordar sobre a solidão que viveu na jornada para se tornar profissional, o britânico afirmou que foi entendendo os desafios mentais envolvidos no processo e ressaltou a força psicológica que um tratamento contínuo pode gerar em alguém — seja em aspectos pessoais ou esportivos.

“Acho que, conforme envelheci, meio que reconheci o quão importante é a saúde mental”, disse Russell. “Na adolescência, quando passei por alguns momentos desafiadores ao buscar meus sonhos fora da escola — sem muitos amigos ou pessoas da mesma idade ao redor —, não entendia realmente o que estava passando”, analisou.

“E então, vivi a montanha-russa emocional que você tem na Fórmula 1”, relatou. “Mesmo depois de um bom fim de semana, você desembarca na segunda-feira de manhã e tem uma espécie de ressaca emocional”, prosseguiu.

Russell destacou a importância de manter os cuidados com a saúde mental, mesmo que as pessoas não enxerguem o quanto isso é necessário. O inglês afirmou que, do mesmo jeito que é vital se manter ativo fisicamente para cuidar do corpo, o trabalho psicológico precisa estar em dia para que seja possível melhorar como atleta.

Russell destacou “ressaca emocional” causada pela Fórmula 1 (Foto: F1)

“Para mim, encontrar meios de lidar com isso foi muito importante. Não apenas na performance, mas também na minha própria felicidade e para aproveitar a vida. E acho que todos podemos ser melhores falando com um profissional, mesmo que você não sinta que precisa disso”, avaliou.

“Falar com alguém pode tirar um peso de suas costas. Para mim, me dá ideias de como posso melhorar como pessoa ou como profissional. Realmente gosto disso. Então, do mesmo jeito que gosto de ir para a academia com meu treinador e ficar em forma, gosto também de fazer isso psicologicamente”, finalizou Russell.

Fórmula 1 retorna de 7 a 9 de junho com o GP do Canadá, nona etapa da temporada 2024.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.