GP às 10: O que esperar das corridas de classificação em 2022?

No GP às 10 desta quinta-feira (4), Ana Paula Cerveira analisou as informações dadas por Ross Brawn em relação às corridas de classificação em 2022, e também opinou sobre os pontos de atenção que a maior categoria do automobilismo tem de ter com o novo formato

Tema que ainda divide muitas opiniões dentro e fora da Fórmula 1, Ross Brawn, diretor-esportivo da categoria, revelou que tem planos ambiciosos para as corridas de classificação em 2022. O inglês comentou que, em princípio, são pensadas em seis corridas para o ano que vem, além de um possível prêmio à parte para o maior vencedor das sprint, uma maior distribuição de pontos ao grid e a possibilidade da pole-position ser definida na sexta-feira.

“O mais complexo sempre foi ter certeza de que não vamos canibalizar o evento principal. A corrida do domingo é o evento principal. É o GP, e queremos ampliar isso, não canibalizar. O que for que nós façamos, estamos preocupados de não diminuir evento do domingo. Se formos fazer qualquer coisa, isso vai entrar em consideração, mas é uma opção”, reforçou Brawn.

Por isso, no GP às 10 desta quinta-feira (4), Ana Paula Cerveira debateu sobre o que esperar das corridas de classificação no ano que vem. A jornalista analisou as informações dadas por Brawn e também opinou sobre os pontos de atenção que a maior categoria do automobilismo tem de ter com o novo formato.

Assista já ao vídeo!

O QUE ESPERAR DAS CORRIDAS DE CLASSIFICAÇÃO EM 2022? | GP às 10

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar