F1

GP às 10: Aquecimento global afeta F1 e Mercedes. Que dá sorte e é favorita na 'brisa'

As altas temperaturas do verão europeu parecem ser o calcanhar de Aquiles da Mercedes. Só que, na Alemanha, a esquadra, além de perfeita, tem sorte. O fim de semana deve ter clima mais ameno, o que já coloca Lewis Hamilton como favorito à vitória. A análise está no GP às 10, comandado por Victor Martins nesta noite de sexta-feira

GRANDE PRÊMIO / Redação GP, de São Paulo
No GP às 10 da noite desta sexta-feira (26), Victor Martins atesta que o aumento gradativo e preocupante das temperaturas vai, de forma geral, ser um fator a ser considerado pela F1 — sobretudo quando as temporadas chegarem à Europa. Em termos práticos, os termômetros que batem em 37ºC afetam a perfeição da Mercedes e dão a Ferrari e Red Bull alguma chance. Mas o time de Toto Wolff é tão iluminado que a previsão aponta queda de temperatura e chuva. Ou seja: Lewis Hamilton tem tudo para levar mais uma em qualquer uma das situações.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.

 
Paddockast #26
Acidentes que alteraram carreiras


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.