GP às 10: F1 comunista? Diminuir abismo financeiro entre equipes é acerto

A Fórmula 1 se comprometeu com a diminuição do abismo financeiro entre equipes, optando por um teto orçamentário a partir de 2021. Essa versão da categoria, agora mais ‘comunista’, agrada Flavio Gomes, responsável pelo GP às 10

O pacotão de mudanças da Fórmula 1 para 2021 promete dar início a uma nova era. Os carros vão mudar e, ao mesmo tempo, um inédito teto orçamentário será introduzido, implicando que as equipes estão vetadas de gastar mais de 175 milhões de Dólares – por volta de 700 milhões de Reais – por mês. No GP às 10 matinal desta sexta-feira (1º), Flavio Gomes recebe com bons olhos a chegada de uma F1 mais ‘comunista’, tentando diminuir o abismo entre as realidades financeiras no grid.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.


 
Paddockast #39
O MELHOR SEM TÍTULO DA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube