GP às 10: Foguetinho da AlphaTauri vai incomodar grandes apesar de revés no Bahrein

No GP às 10 desta sexta-feira (1), Pedro Henrique Marum avalia o que esperar da temporada da AlphaTauri. E o prognóstico é muito bom

Vídeo mostra Hamilton passando por fora da curva 4 no Bahrein (Vídeo: Reprodução)

A AlphaTauri não teve uma grande corrida para abrir a temporada 2021 da Fórmula 1, no GP do Bahrein da última semana. Fruto de uma avaliação equivocada com Yuki Tsunoda no sábado e um incidente de corrida na largada que destruiu o carro de Pierre Gasly no domingo. A equipe italiana, entretanto, fez o bastante para mostrar que é forte.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O AT02 é rápido, fica na mão dos pilotos e tem um rake alto, algo que diz bastante em 2021 com a nove regra dos assoalhos instituída pela FIA. É uma vantagem, o rake alto, que perdurará ao longo do ano.

Com isso, o que se vê no começo da temporada é um carro bastante veloz com jeitão de estar na frente de Aston Martin e Alpine, fábricas grandes e de enorme orçamento, por alguma vantagem. E, aí, tem Ferrari e McLaren num nível mais forte. Os problemas de Gasly impediram de ver a AlphaTauri brigando no mesmo espaço que os rivais mais próximos, mas dá para dizer que é uma equipe que se sente confortável nas primeiras posições.

Kobayashi lista o que Tsunoda precisa para evoluir na F1
Seja apoiador do GRANDE PREMIO aqui

O natural, pela ordem de forças na F1, seria ver a AlphaTauri do sétimo lugar do Mundial de Construtores para baixo. A sensação que o começo do ano oferece, porém, é outra: de uma equipe que tem condições de lutar para ser quarta força da Fórmula 1. É o assunto do GP às 10 de Pedro Henrique Marum.

Assista ao GP às 10 e comente:

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube