F1

GP às 10: McLaren estoca nomes de forma desordenada e busca salvação por tentativa e erro

Ao passo que tem em Zak Brown e Gil de Ferran, dois nomes relativamente novatos ao ecossistema da F1 mas entendidos dos EUA, tocando a equipe do Mundial, a McLaren contrata Bob Fernley, experiente na F1 e novato na Indy, para tocar o projeto da Indy 500. Faz pouco sentido e mostra que a equipe inglesa tenta consertar um carro em movimento contínuo
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Fernando Alonso, Gil de Ferran e Zak Brown (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
No GP às 10 desta quinta-feira (15), Pedro Henrique Marum destaca os movimentos sem ordem da McLaren, que coloca novatos na F1 e na Indy quando poderia apenas reposicionar os nomes para ter figuras de estofo. Zak Brown e Gil de Ferran, bem versados nos Estados Unidos mas sem tanta história na F1, tocam a F1, enquanto Bob Fernley, que vem de trabalho de sucesso na F1, vai tocar o projeto da Indy 500.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.