carregando
F1

GP às 10: Portão fechado é menos catastrófico para F1 do que para futebol

Eventos esportivos sem público: comuns no futebol, raríssimos no esporte a motor. Conforme a opção de fechar portões se torna mais real para a F1, chega a hora de analisar possíveis impactos. É isso que faz Vitor Fazio no GP às 10

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
O uso de portões fechados é algo muito associado ao futebol, mas que já opção também no automobilismo para lidar com a pandemia do coronavírus. Mas como seria um GP de F1 sem público? Vitor Fazio aproveita o GP às 10 desta sexta-feira (10) para avaliar o cenário e comparar impactos vistos nas canchas e nas pistas.
 

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.
 


 
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Paddockast #55
Um bate-papo com... RUBENS BARRICHELLO


Ouça:
Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.