GP às 10: Saída de Arrivabene é manobra ousada para Ferrari que já parecia capaz de ser campeã da F1

Confiar em Maurizio Arrivabene ou apostar na mudança com Mattia Binotto? A Ferrari foi atrás do diferente, o que Vitor Fazio acredita ser bastante arriscado. O jornalista acredita que com Arrivabene os italianos tinham condições de superar a Mercedes

Quatro anos de altos e baixos se passaram até que a Ferrari optasse por se despedir de Maurizio Arrivabene. O agora ex-chefe de equipe foi trocado por Mattia Binotto – decisão que, aos olhos de Vitor Fazio, é bastante questionável. O jornalista pondera no GP às 10 noturno desta terça-feira (8) que o principal culpado pela Ferrari não ser campeã em 2018 foi o inconstante Sebastian Vettel, e não dirigentes tomando decisões erradas.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube