GP da Austrália se diz em estreita colaboração com F1 para manter etapa em 2021

A organização da prova em Melbourne se posicionou depois das notícias sobre o iminente adiamento do evento, marcado originalmente para 21 de março. O objetivo dos promotores é garantir uma data para manter a disputa no calendário da temporada 2021. O GP da Austrália já foi cancelado no ano passado em razão da pandemia

O anúncio do adiamento do GP da Austrália de Fórmula 1, marcado no calendário da temporada 2021 para abrir o campeonato em 21 de março, é iminente. O que os promotores da corrida em Melbourne tentam é salvar o evento e mantê-lo na programação. Por isso, a organização trabalha em conjunto com o Liberty Media para encontrar uma solução e alocar em uma nova data, preferencialmente no segundo semestre.

O principal ponto é que o governo australiano tem uma política rígida para evitar a disseminação e a propagação da Covid-19, cenário que se torna ainda mais difícil depois da descoberta de uma nova cepa do vírus, o que levou o premiê britânico Boris Johnson a decretar lockdown no Reino Unido a partir desta terça-feira (5). Cada pessoa que desembarca na Austrália precisa cumprir um período obrigatório de 14 dias de quarentena, o que é visto pela Fórmula 1 como um impeditivo para a realização da prova na data prevista.

A Australian Grand Prix Corporation, responsável pela organização da corrida em Albert Park, se pronunciou nesta terça-feira diante das notícias que dão conta do adiamento da prova. A empresa diz que “continua a trabalhar em estreita colaboração com o governo do estado de Victoria — onde se localiza a cidade de Melbourne — e a Fórmula 1, nas condições e arranjos relativos à realização do GP da Austrália de F1 em Melbourne em 2021”.

O anúncio do adiamento do GP da Austrália é iminente (Foto: Reprodução)

“Mais detalhes vão ser fornecidos após a finalização dos acordos com todas as partes nas próximas semanas”, acrescentou a empresa em seu comunicado, que informou também que “as discussões entre as partes sobre o calendário da F1 para 2021 estão em andamento”.

“Como parte dessas discussões, o governo vai continuar a priorizar as considerações de saúde pública ao mesmo tempo em que protege nosso calendário com os principais eventos”, complementou a assessoria de imprensa da organizadora da prova.

O principal objetivo dos promotores do GP da Austrália é garantir a realização da prova em 2021. No ano passado, a prova foi cancelada minutos antes do início do primeiro treino livre depois que um funcionário da McLaren testou positivo para a Covid-19. A escuderia britânica foi a primeira a se retirar do evento, o que foi seguido depois por outras seis equipes: Mercedes, Ferrari, Renault, Haas e Alfa Romeo. Red Bull, AlphaTauri e Racing Point quiseram correr, mas foram votos vencidos.

Segundo o diário The Age, de Melbourne, a Austrália registrou 17 novos casos de Covid-19 nesta terça-feira e tem um total de 284 pessoas ainda com o vírus. O país registra 909 mortes pela doença.

Ciente da atual situação na Austrália, a Fórmula 1 já trabalha com a chance real de realizar a abertura da temporada no Bahrein, que tem sua etapa marcada para 28 de março. O país insular faz parte da relação das nações que já iniciaram o processo de vacinação e imunização contra a Covid-19.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar