GP do Bahrein decide realizar corrida com portões fechados por epidemia de coronavírus

Com 85 casos no país insular, a organização da prova, que está confirmada para 22 de março, definiu que o evento vai ser realizado sem a presença dos fãs nas arquibancadas de Sakhir. A decisão foi anunciada na manhã deste domingo (8) e vem na esteira da interrupção da venda de ingressos

Dias depois de interromper a venda de ingressos, a organização do GP do Bahrein anunciou que a corrida vai seguir como o previsto, entre 20 e 22 de março, mas sem a presença de público. A decisão, tornada pública na manhã deste domingo (8), visa evitar a propagação do novo coronavírus, conhecido como Covid-19. O país insular registra, até o momento, 85 casos confirmados da doença. Entretanto, o Irã, nação próxima ao Bahrein, já tem 5.828 pessoas infectadas.
 
A temporada 2020 do Mundial de F1 começa no próximo fim de semana, entre 13 e 15 de março, com o GP da Austrália, país que já registrou 76 casos confirmados de Covid-19.
 
Em comunicado, a organização da prova relata que, “em consulta com nossos parceiros internacionais e com o Ministério da Saúde do Reino, o Bahrein tomou a decisão de realizar o GP deste ano como evento exclusivo para participantes”.
O GP do Bahrein é mais um evento impactado pelo novo coronavírus (Foto: AFP)
“Como nação anfitriã da F1, o bem-estar dos fãs e dos espectadores da corrida é uma responsabilidade tremenda. Levando em conta a contínua expansão do Covid-19 a nível mundial, convocar um evento esportivo importante, aberto ao público e que permita a milhares de viajantes estrangeiros e fãs locais a interagir em estreita proximidade, não seria o correto neste momento”, diz a nota.
 
“Mas para garantir que nem o esporte, nem sua base global de fãs sejam impactados indevidamente, o fim de semana de corrida vai seguir adiante como um evento televisionado”, complementa a organização do GP do Bahrein.
 
O comunicado fala sobre o trabalho feito pelo país para evitar uma maior propagação do novo coronavírus. “As ações iniciais do próprio Bahrein para prevenir, identificar e isolar casos de indivíduos com Covid-19 têm sido extremamente bem-sucedidas até o momento. A abordagem envolveu medidas rápidas e proativas, identificando as pessoas afetadas pelo vírus, das quais a esmagadora maioria dos casos se refere às pessoas que viajam de avião pelo país”.
 
“Medidas agressivas de distanciamento social aumentaram ainda mais a eficácia da prevenção da propagação do vírus, algo que seria quase impossível de manter se a corrida tivesse prosseguido conforme planejado originalmente”, salienta o GP do Bahrein, que lamenta pelos fãs que não vão poder estar nas arquibancadas e camarotes do circuito de Sakhir.
 
“Sabemos como muitos ficarão decepcionados com esta notícia, especialmente para aqueles que planejam viajar para o evento, que se tornou um dos pilares do calendário internacional da F1, mas a segurança deve continuar sendo nossa maior prioridade”, concluiu.
 
O impacto do novo coronavírus na F1 segue sendo imprevisível. O GP da China, outrora marcado para 19 de abril, foi adiado e ainda não há uma nova data para a realização do evento em Xangai. Por enquanto, o GP do Vietnã, novidade no calendário da categoria, está confirmado para 5 de abril. O país atualmente registra 21 casos confirmados da doença.
 
A Itália, nação europeia mais impactada pelo Covid-19, registra atualmente 5.883 casos. No último sábado, o governo local confirmou a imposição de uma quarentena em diversas partes do norte do país, incluindo Milão e Veneza, restringindo assim a movimentação de mais de 16 milhões de pessoas. A Itália é um dos países com maior influência na F1 por conta das equipes Ferrari, sediada em Maranello, e AlphaTauri, em Faenza, além de ser de lá a empresa fornecedora de pneus da categoria, a Pirelli, cuja sede mundial fica em Milão — mas os pneus são fabricados na Romênia. 

Paddockast #51
QUEM VENCEU DRIVE TO SURVIVE 2

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube