Grosjean admite ajudar Räikkönen na luta pelo título: “Seria tolice pensar só nos meus resultados”

De volta após cumprir suspensão em Monza, Romain Grosjean admitiu que fará o possível para ajudar Kimi Räikkönen na disputa pelo título de 2012

 

Romain Grosjean volta às pistas neste fim de semana para disputar o GP de Cingapura após cumprir a suspensão imposta pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) por conta do acidente causado na Bélgica. O piloto da Lotus foi agressivo demais na largada em Spa-Francorchamps, acabou perdendo o controle do E20 após um toque com Lewis Hamilton e passou por cima da Ferrari de Fernando Alonso.
 
De volta para a etapa em Marina Bay, Grosjean afirmou que fará o que puder para ajudar Kimi Räikkönen na luta pelo título da temporada de 2012. O finlandês soma 141 pontos, 38 a menos que Fernando Alonso, o líder do Mundial. O campeão de 2007 também tem um ponto de diferença para Hamilton, o segundo colocado. Grosjean, por outro lado, aparece na oitava colocação, 65 pontos atrás do companheiro de Lotus. 
Grosjean admitiu ajudar Räikkönen na disputa pelo título de 2012 (Foto: Lotus/ LAT Photographic)
“Não diria que estou aqui apenas para um papel de suporte pelo resto da temporada”, disse Grosjean. “Claro, eu quero que o time conquiste o melhor resultado possível e se você olhar para a diferença de pontos entre eu e o Kimi, seria tolice pensar somente nos meus resultados”, reconheceu.
 
Em entrevista ao jornal francês ‘L’Equipe’, Romain contou que compareceu ao briefing dos pilotos em Monza, apesar de estar suspenso pela FIA, e que foi muito bem recebido por Alonso, mas ignorado por Hamilton, que também abandonou o GP da Bélgica por conta do acidente na primeira curva de Spa-Francorchamps.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube