Grosjean diz que precisa melhorar ao lidar com problemas de freios na Haas: “Magnussen conseguiu pilotar”

Romain Grosjean reconheceu que ele próprio precisa melhorar para acabar com os problemas crônicos nos freios. Em Baku, o francês foi amplamente dominado por Kevin Magnussen, que teve dificuldades parecidas

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Romain Grosjean sofre com os freios da Haas desde 2016. A situação, ao invés de melhorar, só piorou: depois do GP do Azerbaijão, o francês disse que a situação se tornou “inaceitável”. Mas passada a tensão da corrida de Baku, Romain fez uma análise diferente: o francês acredita que ele próprio precisa aprender a lidar com os freios do carro americano.
 
“Eu simplesmente preciso melhorar nesse tipo de situação”, disse Grosjean. Também há coisas acontecendo nos bastidores, mas não estou culpando ninguém. A sensação dos freios foi terrível no fim de semana inteiro. Kevin [Magnussen] comentou a mesma coisa, mas ele conseguiu pilotar. É por isso que não vou culpar ninguém”, completou.
Romain Grosjean sofre frequentemente com os freios (Foto: Haas)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Grosjean sofreu uma falha durante a corrida em Baku. Mas o piloto enfrenta dificuldades mesmo quando a situação está normal. Tanto que a equipe já cogitou trocar a Brembo, atual fornecedora de freios, pela Carbone Industrie. E, se a situação não melhorou com uma marca diferente, é porque Romain está errando algo.
 
“A frenagem é meu ponto forte desde a Formula Renault. Mas quando não funciona como eu quero, é minha maior fraqueza. Pode ser meu ponto mais forte ou mais fraco. Quando não está bom, eu estou perdido. Admito isso, preciso trabalhar para melhorar”, concluiu.
 
Grosjean somou 10 pontos nas oito primeiras corridas do campeonato. O piloto surge em 14º no Mundial de Pilotos, logo atrás do companheiro Magnussen.
 
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube