Grosjean questiona apoio técnico de Ferrari e Dallara à Haas: “Temos uma fábrica inteira para construir um carro”

Romain Grosjean é grato ao suporte que a Haas recebe da Ferrari e da Dallara, mas já imagina um futuro em que os americanos consigam construir um carro por si só

 
Romain Grosjean é grato ao suporte fornecido por Ferrari e Dallara à Haas na temporada de estreia. Com o ‘know-how’ desta dupla de gigantes do automobilismo, a escuderia americana conseguiu terminar em oitavo no Campeonato de Construtores, com 29 pontos. Mesmo assim, o francês traz um questionamento: quando a escuderia vai começar a montar carros de F1 sozinha?
 
“Agora vamos seguir com o modelo que estamos usando. No futuro, eu não sei”, disse Grosjean à ‘Autosport’. “Temos uma fábrica pronta em Kannapolis, é uma fábrica inteira para receber uma equipe de F1 e construir um carro. Mas não dá para tentar fazer tudo sozinho no primeiro ano, os carros são muito complexos e é muito difícil”, completou.
 
A Dallara foi responsável pelo desenvolvimento do chassi do VF-16. A Ferrari, por sua vez, ficou encarregada de fornecer todas as peças que, por regulamento, a Haas poderia receber de outra equipe. Em outras palavras, os americanos ficaram responsáveis por fabricar o mínimo possível.
Romain Grosjean (Foto: Getty Images)
Mesmo questionando o suporte da Ferrari, Grosjean compreende o lado positivo. O francês diz ter aprendido bastante com os italianos ao longo de 2016.
 
“É uma ótima experiência trabalhar com a Ferrari, dá para conhecer os engenheiros e o funcionamento. Estamos usando muitas peças deles e é interessante ver como eles estão trabalhando, saber como eu posso ajudar com a experiência que eu tenho. Estou muito feliz, não teríamos esses pontos sem a ajuda deles”, seguiu.
 
A parceria da Haas com Ferrari e Dallara segue intocada na temporada 2017. A equipe americana renovou com Romain Grosjean e trouxe Kevin Magnussen, substituto do decepcionante Esteban Gutiérrez.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube