Gutiérrez se vê capaz de superar experiência de Sutil e diz que meta para 2014 é liderar Sauber

Esteban Gutiérrez já traçou sua principal meta para 2014. O mexicano, que vai para sua segunda temporada na F1, deseja se tornar o líder da Sauber e superar o experiente Adrian Sutil

Prestes a iniciar sua segunda temporada na F1 em 2014, Esteban Gutiérrez afirmou que seu principal objetivo para o campeonato que começa em março é se consolidar na posição de primeiro piloto da Sauber. O mexicano, que tem neste ano como companheiro de equipe o experiente Adrian Sutil, deseja se tornar rapidamente o líder do time.

Em 2013, ano de estreia no Mundial, o piloto de 22 anos teve um início difícil, com resultados pouco expressivos, mas conseguiu desempenhos mais satisfatórios na segunda parte da temporada, sendo o melhor deles no Japão, com o sétimo lugar. Ainda assim, foi amplamente superado pelo então colega de time, Nico Hülkenberg, que fechou o ano com 51 pontos contra somente seis de Esteban.

Esteban Gutiérrez e a nova Sauber (Foto: Getty Images)

Agora, Gutiérrez busca usar a experiência adquirida no ano passado para bater de frente com Sutil. "Com a experiência que tenho agora, acho que posso lutar para me tornar o líder da equipe", disse o jovem. "E quero também superar todas as minhas expectativas. Neste momento, é complicado dizer com precisão em que estágio a equipe está, é muito difícil fazer comparações e traçar uma meta específica. Mas no geral o que eu quero de 2014 é liderar o time e obter sucesso para a Sauber", completou.

"Adrian tem muita experiência, mas quero e acho que posso terminar à frente dele. Eu vou tentar ser um líder dentro da equipe e não só com relação a resultados, mas também nas relações com os mecânicos, com os engenheiros", acrescentou.

Gutiérrez, que só foi confirmado como titular da Sauber para 2014 pouco antes do Natal no fim do ano passado, admitiu que o período de negociações foi "bastante estressante" e que usou a semana em Jerez para se adaptar às novas regras e aos novos membros da esquadra suíça.

"Tudo foi acertado muito tarde, por isso muita coisa a gente só veio a descobrir em Jerez, porque o projeto do carro deste ano também é muito complexo e até mesmo os engenheiros tiveram dificuldades. Também passei alguns dias na fábrica pouco antes dos testes para recuperar o tempo perdido", encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar