Chefe da Haas admite “algo de errado” com desgaste de pneus: “Esquentam demais”

Guenther Steiner, chefe da Haas, admitiu que a equipe ainda não compreende totalmente o motivo de sofrer tanto com o desgaste dos pneus ao longo das corridas. Segundo ele, é hora de reconhecer que "há algo de errado" com o carro

Competitiva em ritmo de classificação — ao menos com Nico Hülkenberg — e passiva nas corridas da F1 2023, a Haas busca solucionar os problemas de desgaste que impedem o carro preto e branco de ganhar posições nas disputas da categoria. Vivendo uma temporada em que costuma andar para trás em grande parte das provas, o chefe Guenther Steiner admitiu o incômodo por não compreender os motivos por trás do desgaste excessivo nos pneus do monoposto americano.

“Acho que entendemos completamente alguns deles”, disse Steiner. “Mas, honestamente, entendemos apenas sobre alguns. Estamos andando em temperaturas muito altas, mas pode existir alguma outra coisa”, admitiu o chefe da Haas.

Relacionadas


“Você sempre precisa consertar coisas, mas, então, encontra o próximo problema”, lamentou. “Você nunca pode esperar até ter o Santo Graal. Se eu soubesse porque a Red Bull é tão rápida, por que não faria o mesmo? Então, você precisa evoluir lentamente, e todas evoluem lentamente”, explicou.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Steiner admitiu que a Haas ainda não entende o motivo do desgaste excessivo (Foto: Haas F1 Team)

Segundo Steiner, o aquecimento excessivo dos compostos é um dos principais motivos para o desgaste. No entanto, o chefe da equipe não descarta a possibilidade de outros fatores estarem atrapalhando a gestão dos pneus de Hülkenberg e Kevin Magnussen.

“Você conserta as coisas pouco a pouco, esperando que os outros não deem um grande passo para que você possa alcançá-los”, destacou. “Sabemos que nossos pneus esquentam demais, mas há algum motivo a mais para termos tanto desgaste nos pneus?”, questionou.

Por fim, Steiner afirmou que “admitir é o primeiro passo para melhorar”. Segundo ele, está claro que há um problema conceitual com o carro, já que os outros não sofrem com a mesma questão de forma tão destacada.

Hülkenberg chegou a ser 5º no grid do Canadá, mas desgaste faz carro andar para trás (Foto: Haas F1 Team)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Se você vê que outras pessoas conseguem gerenciar os pneus de maneira diferente, precisa admitir que o carro está errado em algum momento”, afirmou. “Porque temos os mesmos pneus e agora também temos as mesmas rodas. Antigamente, você tinha aros diferentes, mas agora, todos possuem as mesmas rodas e os mesmos compostos. Então, algo deve estar errado com o carro. Obviamente, admitir é o primeiro passo para melhorar”, finalizou.

A Haas ocupa a posição no Mundial de Construtores da Fórmula 1, com 11 pontos conquistados — mesma contagem da 7ª colocada Williams. A Alfa Romeo tem 9, enquanto a AlphaTauri fecha a lista com apenas 3 tentos.

Fórmula 1 entra nas tradicionais férias de verão na Europa e retorna de 25 a 27 de agosto em Zandvoort, na Holanda, para a disputa da 13ª etapa da temporada 2023. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e em TEMPO REAL. Aos sábados e domingos, há ainda a transmissão em segunda tela, no canal 1 do GP no YouTube, em parceria com a Voz do Esporte.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.