Haas aposta em dupla de novatos e anuncia Mick Schumacher para temporada 2021

A Haas vai ter uma dupla de pilotos novatos na temporada 2021 da Fórmula 1. O time norte-americano confirmou o jovem Mick Schumacher para correr ao lado de Nikita Mazepin nas vagas de Romain Grosjean e Kevin Magnussen

Os quatro anos de Romain Grosjean e Kevin Magnussen formando dupla na Haas chegaram ao final. Semanas após ambos confirmarem que não permaneceriam na equipe para 2021, os americanos anunciaram a nova escalação, apostando em reformulação total com dois novatos. Primeiro, Nikita Mazepin foi anunciado. Agora, Mick Schumacher foi confirmado para estrear na Fórmula 1 no próximo ano.

Ainda que sejam pilotos da mesma idade e que estejam na mesma categoria em 2020, Mick e Nikita têm currículos e trajetórias bem diferentes. Aos 21 anos, o alemão lidera a temporada da Fórmula 2 e vem de ótimas atuações seguidas para deixar a concorrência para trás com a Prema.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

A F1 vive a expectativa da chegada de Mick Schumacher, filho do heptacampeão Michael, ao grid. Nesta galeria, separamos os casos de pai e filho na categoria (Foto: Ferrari)

Filho do heptacampeão mundial Michael Schumacher, Mick ainda tem um título da F3 Europeia de 2018, além de dois vice-campeonatos em 2016: da F4 Alemã e da F4 Italiana. Schumacher esteve com a Alfa Romeo no fim de semana do GP de Eifel, mas não conseguiu participar do treino livre para o qual estava escalado por conta da neblina que cancelou a atividade. Aliás, o alemão era tido como favorito a uma vaga com os italianos, mas desde o anúncio das renovações de Kimi Räikkönen e Antonio Giovinazzi foi a Haas que virou o centro das atenções.

A chegada de Mick ao grid encerra um hiato de mais de oito anos sem a presença de um Schumacher na F1, desde que seu pai, Michael, aposentou-se pela segunda vez após uma segunda carreira sem muito brilho em três anos com a Mercedes, entre 2010 e 2012.

“A perspectiva de estar no grid da Fórmula 1 no próximo ano me deixa incrivelmente feliz. Estou simplesmente sem palavras”, disse Schumacher. “Gostaria de agradecer a Haas, a Ferrari e a Academia de Pilotos da Ferrari por depositarem confiança em mim. Também quero reconhecer e estender meu amor aos meus pais ― sei que devo tudo a eles”, seguiu.

“Sempre acreditei que realizaria o sonho da Fórmula 1. Devo dizer um enorme obrigado também a todos os fãs de esporte a motor que me apoiaram ao longo da minha carreira. Vou dar tudo de mim, como sempre faço, e estou ansioso para embarcar nesta jornada junto com a Haas”, concluiu.

A Haas, que agora vai de Schumacher e Mazepin, praticamente não sabia o que era ter outro piloto desde que chegou ao grid da F1, em 2016. É que Grosjean estava com o time desde o começo da trajetória, formando dupla com Esteban Gutiérrez no primeiro ano e, nos quatro seguintes, com Magnussen.

A dupla da Haas, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, deixa a Haas (Foto: Haas)

O grande ano da dupla foi 2018, em que garantiram a quinta colocação no Mundial de Construtores, anotando 93 pontos. Foi também naquela temporada que Grosjean chegou em quarto no GP da Áustria, o melhor resultado do time até hoje na F1. Curiosamente, duas das outras melhores performances da Haas vieram nas duas primeiras corridas da história da equipe, com o francês em sexto na Austrália e em quinto no Bahrein.

A temporada 2020 tem sido, de longe, a mais complicada para a Haas. Ainda que esteja repetindo o nono lugar geral de 2019, tem 25 pontos a menos que no ano passado. Até agora, Grosjean foi nono no GP de Eifel, Magnussen foi décimo na Hungria e nada mais. A disputa do momento é com a Alfa Romeo, que tem 6 pontos, e com a Williams, que segue zerada.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar