Haas começa com pé direito e tem chassi do VF-22 homologado após passar em crash-test

A equipe de origem norte-americana anunciou nesta quinta-feira (23) que foi aprovada no teste de impacto da FIA (Federação Internacional de Automobilismo)

VETTEL, ALONSO, SAINZ E RICCIARDO: COMO FORAM EM NOVAS EQUIPES NA F1 2021?

A Haas começou a temporada 2022 da Fórmula 1 com o pé direito. A equipe chefiada por Guenther Steiner anunciou nesta quinta-feira (2) que o chassi do VF-22 foi aprovado no crash-test da FIA (Federação Internacional de Automobilismo).

A equipe de Gene Haas vai encarar o próximo campeonato com a mesma dupla de 2021, formada por Mick Schumacher e Nikita Mazepin. A Haas, contudo, busca um resultado melhor, já que fechou a temporada sem somar sequer um ponto.

A Haas conseguiu aprovação no teste de impacto da FIA (Foto: Haas)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Antes do teste de impacto, Steiner já tinha revelado que o desenvolvimento do carro corria dentro do planejado.

“Fizemos um crash-test preliminar, pois você não faz o chassi completo de imediato, você faz uma parte dele”, explicou o dirigente ao site RacingNews365. “Fizemos um bom desenvolvimento no nosso teste de impacto. Acho que será no fim de dezembro, antes do Natal, que faremos nosso último crash-test. Estamos prontos para ele e esperamos passar. Essa é a meta”, frisou.

Para 2022, a Haas voltará a montar o carro na sede da Dallara, algo que não aconteceu neste ano.

“O carro será montado antes. E, neste ano, vamos montá-lo mais uma vez na Itália, como fizemos antes. Não fizemos no ano passado, pois já era um carro existente”, justificou. “era o carro de 2020, que nós só reconstruímos e mudamos algumas partes. Mas vamos mandá-lo de novo para a Itália, pois todo o pessoal técnico está lá e muitas das peças são feitas pela Dallara, então é melhor estarmos nas instalações deles quando montarmos o primeiro carro. Aí, a partir de então, levamos para a Espanha”, detalhou.

Ainda, Guenther se mostrou empolgado com o motor que vai receber da Ferrari, já que a fábrica de Maranello conseguiu ganho de performance por meio do sistema de recuperação de energia na reta final do Mundial 2021.

“Isso é encorajador. Acho que a Ferrari fez um bom progresso com o motor de combustão, não só com o sistema hibrido para o próximo ano, mas é o mesmo caso do carro. Não sabemos o que os outros estão fazendo”, ponderou. “Sei que eles disseram que vão dar um bom passo no próximo ano, então espero que funcione e que os outros não façam um mega trabalho”, torceu.

“É muito encorajador ver que eles desenvolveram e funcionar. O resultado ficou muito melhor perto do fim da temporada para eles também”, concluiu.

A Mercedes foi a primeira equipe a ligar o motor do carro de 2022 na F1 (Vídeo: Mercedes)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar