Haas lamenta acidente duplo em Mônaco e vira chave para Montreal: “Seguir em frente”

A equipe americana quer voltar a pontuar no Canadá, após sair zerada de Mônaco e com prejuízos nos dois carros

Um dia para esquecer. Assim foi o domingo de GP em Mônaco para a Haas na oitava etapa da temporada. As chances da equipe americana buscar pontos em Monte Carlo terminou na primeira volta da corrida, após um violento acidente ser registrado após a curva da Sainte-Dévote.

Sergio Pérez, da Red Bull, e Kevin Magnussen, piloto do time americano, protagonizaram um acidente impressionante durante a primeira volta da prova. Logo após a largada, o mexicano foi acertado pelo dinamarquês em uma briga que valia o 18º lugar. Com o toque, o #11 perdeu o controle do carro e se chocou contra o muro com violência.

Além de o RB20 de Pérez ter ficado completamente destruído, o carro do mexicano voltou para a pista e acertou Nico Hülkenberg, que até então não tinha nada a ver com o incidente.

Ao sair zerada de Mônaco, a Haas lamentou, mas já virou a chave e quer correr atrás do prejuízo no Canadá. “Largando da 19º e 20º, tínhamos um plano de estratégia alternativo para tentar tirar algo disso, mas infelizmente nossa corrida terminou na primeira volta”, afirmou o chefe da equipe, Ayao Komatsu.

Acidente na primeira volta causou ativação da bandeira vermelha (Vídeo: Reprodução/F1)

“Foi um dia para esquecer e só precisamos aprender com este fim de semana, seguir em frente e obter um bom resultado no Canadá”, continuou o engenheiro.

Fórmula 1 retorna de 7 a 9 de junho com o GP do Canadá, nona etapa da temporada 2024.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.