Hamilton agradece família e Mercedes após conquistar hepta: “Uma jornada monumental”

Lewis Hamilton é oficialmente sete vezes campeão do mundo de Fórmula 1. E, claro, ele homenageou as pessoas mais próximas em sua primeira fala após a conquista na Turquia

O menino de Stevenage conseguiu o improvável: há quem apostasse que os sete títulos de Michael Schumacher jamais seriam alcançados na Fórmula 1, mas Lewis Hamilton discorda, e a partir deste domingo (15) pode ser chamado de hepta, sim.

Ao vencer o GP da Turquia, o britânico igualou o alemão, e após o choro no rádio com a equipe, ainda em sua Mercedes #44, fez suas homenagens. Afinal, sabe que não chegou ao topo do mundo sozinho. E não abandona quem o apoiou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Lewis Hamilton é abraçado por Toto Wolff, Sergio Pérez e Sebastian Vettel no pódio turco (Foto: Reprodução/TV)

“Estou definitivamente sem palavras. Preciso começar dizendo um enorme obrigado a todos de nossa equipe, e também lá na fábrica. Eu não chegaria aqui se eu não tivesse me juntado à esse time, e nossa jornada tem sido monumental. Estou muito orgulhosos”, comentou o piloto sobre a Mercedes.

“E eu preciso dizer um enorme obrigado, também, para minha família. Sonhamos com isso quando eu era jovem, assistindo às corridas, e isso tudo vai muito, muito além do que a gente sonhava. É muito importante que as crianças entendam: sonhem o impossível. Você precisa trabalhar pelo sonho, e nunca duvidar de si mesmo ou desistir”, continuou Hamilton, o novo hepta.

F1; FÓRMULA 1; LEWIS HAMILTON; GP DA TURQUIA; VITÓRIA; HEPTA
Hamilton festeja com a Mercedes a conquista do heptacampeonato em Istambul (Foto: Mercedes)

Mesmo após mais uma conquista, em mais de uma década com títulos conquistados, Hamilton sente que dá para ir por mais. Os rivais que se preparem: “Sinto que estou só começando. Fisicamente, estou em ótima forma.”

“Esse ano foi um desafio que eu não sabia como encarar, mas com a ajuda de todos que me cercam eu consegui colocar a cabeça para fora da água e me manter focado. Tenho esperança de ser ainda melhor ano que vem, quero ficar. Sinto que temos muito trabalho a fazer ainda. Quero ajudar a F1, quero ajudar a Mercedes nessa jornada”, disse.

“Eu sempre disse que isso vai muito além dos meus sonhos mais ousados… Mas acredito que, secretamente, sonhei alto assim. Parece algo improvável. Lembro de assistir Michael [Schumacher] ganhando campeonatos, e conquistar um, ou dois, ou três, é muito difícil. Sete é inimaginável. Que dia!”, finalizou o dono de, sim, sete títulos mundiais.

A Fórmula 1 volta a acelerar no último fim de semana de novembro com a disputa do GP do Bahrein, em Sakhir, válido pela 15ª etapa e antepenúltima etapa da temporada 2020 do Mundial.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube