Hamilton anuncia doação de R$ 2 milhões para contenção de incêndios na Austrália

Lewis Hamilton se manifestou com relação ao desastre ambiental que assola a Austrália desde o fim de 2019. O hexacampeão mundial de Fórmula 1 anunciou doação financeira para a batalha dos australianos contra os incêndios florestais e no auxílio aos animais e vida selvagem atingida

Desde o fim do ano passado, a situação das queimadas na Austrália passou de grave para um desastre ambiental. Até agora, o fogo já causou a morte de 25 pessoas e cerca de 500 milhões de animais, além de destruir quase 8 milhões de hectares de floresta por todo o país, em números divulgados pelo próprio governo australiano. Com isso, Lewis Hamilton divulgou a doação de US$ 500 mil – pouco mais de R$ 2 milhões na cotação do dia – e fez um apelo para que outras pessoas também façam o mesmo.
 
Na mensagem em que divulgou a doação, Hamilton, conhecido ativista das causas ambientais, disse que o valor era para ajudar o trabalho com "animais, vida selvagem, voluntários e bombeiros rurais".
 
"Parte o meu coração ver a devastação que os incêndios florestais na Austrália estão causando para as pessoas e animais ao redor do país. Estou doando US$ 500 mil para ajudar animais, vida selvagem, voluntários e bombeiros rurais. Se você puder e ainda não tiver feito, também pode doar", comentou pelo Twitter junto de um vídeo de um coala sendo resgatado e hidratado por voluntários.
Incêndios na Austrália (Foto: ABC)
Segundo noticiou o veículo alemão 'Deutsche Welle', a estimativa de Serviço de Monitoramento da Atmosfera Copérnico (CAMS), do Centro Europeu de Previsões Meteorológicas de Médio Prazo (ECMWF) é que os incêndios florestais australianos emitiram 370 milhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera, algo semelhante ao que aconteceu na Amazônia no ano passado.
 
A visão do que acontece no país é quase apocalíptica, com cidades inteiras ficando sob um céu alaranjado em decorrência das fumaças de focos de incêndio. O verão torna as coisas ainda mais complicadas, uma vez que as temperaturas no país estão altíssimas, muitas vezes acima dos 40°C, e com clima seco. O primeiro ministro australiano, Scott Morrison, que tem um histórico de ser negacionista das mudanças climáticas, já falou sobre a possibilidade de que o fogo dure por mais alguns meses.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube