F1

Hamilton comanda resistência à Red Bull e termina sexta-feira na frente em Yeongam. Massa é 5º

Após ver o domínio de Sebastian Vettel no GP de Cingapura, Lewis Hamilton mostrou que não está disposto a jogar a toalha. O alemão fez uso do bom carro da Mercedes e liderou as duas sessões de treino em Yeongam

Warm Up / FELIPE GIACOMELLI, de São Paulo

Siga o GRANDE PRÊMIO                     Curta o GRANDE PRÊMIO

Se Sebastian Vettel foi o homem a ser batido no GP de Cingapura, na Coreia do Sul a F1 encontrou um novo chefe. Sem adversários, Lewis Hamilton confirmou o domínio nesta sexta-feira (4) e liderou também o segundo treino livre, em Yeongam, ao anotar o tempo de 1min38s673, superando o tricampeão por 0s108.

O desempenho do britânico foi um aviso claro aos adversários rubro-taurinos. Isto é, pode até ser que a equipe austríaca tenha o melhor carro da F1 na atualidade, mas a Mercedes não vai se render sem lutar.
Hamilton voltou a terminar na frente (Foto: Clive Mason/Getty Images)

E nesse embate entre as duas equipes, Nico Rosberg mostrou que não deve ser descartado. O alemão anotou o terceiro tempo, sendo 0s124 mais lento que o companheiro. Mark Webber concluiu em quarto, fechando a briga entre os dois times.

Depois de sofrer com um pneu furado na primeira sessão, Felipe Massa foi o melhor do restante do grid. Com o tempo de 1min39s114, o brasileiro ficou distante dos carros de Red Bull e Mercedes, mas também não teve muitos problemas para superar Romain Grosjean, o sexto colocado.

Fernando Alonso fechou em sétimo, seguido por Kimi Räikkönen – recuperado do acidente no fim da primeira sessão –, Jenson Button e Adrian Sutil.

A cobertura completa do GP da Coreia de F1 no GRANDE PRÊMIO
As imagens da sexta-feira da F1 na Coreia
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
As informações em tempo real dos treinos para o GP da Coreia

Confira como foi o segundo treino livre para o GP da Coreia do Sul:

A segunda sessão em Yeongam começou com Jules Bianchi logo indo à pista. Após ficar de fora na primeira atividade – quando Rodolfo González assumiu o carro da Marussia –, o francês tinha muito trabalho pela frente, já que o venezuelano acabara batendo no primeiro treino, atrasando o programa de avaliações do time russo.

Dessa forma, Bianchi foi o primeiro a cravar tempo, mas logo sendo superado por Pastor Maldonado. Conforme os pilotos iam completando os giros, os tempos foram caindo, até mesmo pelo emborrachamento da pista. E quem aparecia na frente era Nico Hülkenberg, com 1min41s191.

Só que ainda faltavam as equipes de ponta. E no momento em que Sebastian Vettel cruzou a linha de chegada acabou a alegria de Hülk. Com o tempo de 1min39s696, o tricampeão assumiu a primeira posição provisória com exatos 0s5 de vantagem para Lewis Hamilton, que também acabara de completar a volta. Felipe Massa, recuperado de um pneu furado na primeira sessão, aparecia em terceiro.

Para assumir a ponta, Vettel não teve vida fácil. Na volta voadora, o alemão acabou bloqueado por Romain Grosjean e gesticulou bastante para o piloto da Lotus, reclamando da atitude. Mesmo assim, o carro da Red Bull voltou a mostrar que o bom desempenho de Cingapura não foi exceção.

E ao contrário do que havia acontecido em Marina Bay, dessa vez Mark Webber também estava competitivo. Logo de cara, o australiano assumiu a liderança do treino ao superar o companheiro de equipe por 0s1. Ao mesmo tempo, Hamilton estava disposto a colocar a Mercedes na briga. Depois de liderar a primeira sessão, o inglês voltou a andar forte e retomou a ponta ao obter 1min39s510.

'Causa mortis: descaso'
Morte de Vanessa Daya reúne suspeitas por erros e omissões

Com pouco mais de uma hora para o fim da sessão, Webber voltou à pista com o carro empapado em flo-vis (a tinta verde para checar a passagem do ar) e já calçado com os pneus supermacios. Na segunda tentativa, a borracha fez a diferença, e o australiano, encapetado, tomou a ponta ao superar a antiga marca de Hamilton por demoníacos 0s666.

Na sequência, foi a vez de a Mercedes dar o troco, e a escuderia germânica não decepcionou. Enquanto Hamilton retomou a primeira posição, com 1min38s673, Nico Rosberg completou a dobradinha do time, aparecendo 0s124 atrás.

Por outro lado, quem não estava bem era a Ferrari. Mesmo usando o pneu supermacio, o melhor tempo obtido pela escuderia de Maranello, com Felipe Massa, era 0s441 mais lento que Hamilton, muito longe da briga pela liderança. A situação de Fernando Alonso era ainda pior, já que o piloto tinha dificuldades para passar a marca de Vettel, obtida pelo alemão com o composto mais duro.

Distante da briga pela primeira colocação, Esteban Gutiérrez assumiu o protagonismo da atividade por um breve momento ao rodar na curva 1 e precisar dar um cavalo de pau para seguir na pista.

Voltando à programação normal, os pilotos não tiveram muito tempo para checar o composto mais mole. É que devido à elevada degradação, eles mal conseguiram completar uma volta rápida e logo foram obrigados a voltar aos boxes e fazer as simulações de corrida, com tanque cheio.

Só um piloto ainda fazia a tomada de tempo: Vettel. E nunca é bom subestimar o tricampeão. Com a faca entre os dentes, o piloto da Red Bull andou forte, mas acabou perdendo tempo no segundo setor. Com isso, a marca de 1min38s781 ainda era 0s1 mais devagar que Hamilton, que seguia na liderança.

Após a tentativa de Vettel, o treino acalmou. As equipes focaram nas simulações de corrida, e mais ninguém conseguiu melhorar. Diversão mesmo, apenas quando Charles Pic rodou com o carro da Caterham e Fernando Alonso travou a roda dianteira. Depois disso, com os pilotos andando na casa de 1min45s, ninguém foi capaz de chegar perto de Hamiltin, que terminou na liderança.

F1, GP da Coreia do Sul, Yeongam, segundo treino livre:

1 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:38.673   31
2 Sebastian VETTEL ALE Red Bull Renault 1:38.781 +0.108 30
3 Nico ROSBERG ALE Mercedes 1:38.797 +0.124 32
4 Mark WEBBER AUS Red Bull Renault 1:38.844 +0.171 35
5 Felipe MASSA BRA Ferrari 1:39.114 +0.441 30
6 Romain GROSJEAN FRA Lotus Renault 1:39.226 +0.553 34
7 Fernando ALONSO ESP Ferrari 1:39.444 +0.771 31
8 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Lotus Renault 1:39.757 +1.084 33
9 Jenson BUTTON ING McLaren Mercedes 1:39.774 +1.101 29
10 Adrian SUTIL ALE Force India Mercedes 1:40.006 +1.333 34
11 Paul DI RESTA ESC Force India Mercedes 1:40.007 +1.334 34
12 Sergio PÉREZ MEX McLaren Mercedes 1:40.152 +1.479 31
13 Esteban GUTIÉRREZ MEX Sauber Ferrari 1:40.186 +1.513 33
14 Nico HÜLKENBERG ALE Sauber Ferrari 1:40.210 +1.537 34
15 Jean-Éric VERGNE FRA Toro Rosso Ferrari 1:40.446 +1.773 30
16 Daniel RICCIARDO AUS Toro Rosso Ferrari 1:40.552 +1.879 26
17 Pastor MALDONADO VEN Williams Renault 1:41.117 +2.444 35
18 Valtteri BOTTAS FIN Williams Renault 1:41.289 +2.616 34
19 Giedo VAN DER GARDE HOL Caterham Renault 1:42.461 +3.788 36
20 Charles PIC FRA Caterham Renault 1:42.798 +4.125 35
21 Jules BIANCHI FRA Marussia Cosworth 1:43.108 +4.435 31
22 Max CHILTON ING Marussia Cosworth 1:43.441 +4.768 29
  TEMPO 107% TL2   1:45.580 +6.907  
             
REC Sebastian VETTEL ALE Red Bull RB6 1:35.585 23/10/2010  
MV Sebastian VETTEL ALE Red Bull RB7 1:39.605 16/10/2010  
             
  Condições do tempo   SECO ar: 23-25ºC | pista: 33-36ºC