Hamilton comemora quinta colocação na Austrália, porém diz que não conseguiu ritmo ideal

Inglês fez sua estreia em corridas pela nova equipe neste domingo (17), no GP da Austrália. Ele gostou da quinta colocação, mas admitiu que ritmo do W04 não foi suficiente para brigar pelo pódio

 As imagens deste domingo em Melbourne
 O relato do GP da Austrália em tempo real
 Especial F1 2013, a temporada que vem com rótulo de imprevisível

Lewis Hamilton surpreendeu ao conquistar a terceira colocação no grid de largada para o GP da Austrália, disputado neste domingo (17). Mas não conseguiu repetir o desempenho e acabou terminando a corrida vencida por Kimi Räikkönen na quinta colocação, atrás de Fernando Alonso, Sebastian Vettel e Felipe Massa.

Apesar de ter ficado longe do pódio, o piloto inglês gostou do resultado em sua primeira corrida como piloto da Mercedes, mesmo com a mudança de duas para três paradas nos boxes. “Eu acho que foi ótimo, estou muito feliz. É muito melhor do que esperávamos na primeira corrida da temporada, por isso foi um bom começo”, explicou Hamilton.

Hamilton afirmou que não teve bom ritmo para acompanhar os ponteiros (Foto: Getty Images)

Ele admitiu que deseja saber o motivo de o ritmo do W04 não ser semelhante ao de Lotus, Ferrari e Red Bull, as equipes que dominaram as quatro primeiras colocações da prova disputada em Albert Park. “Nós vamos ter que tentar descobrir por que nós estávamos perdendo tempo, mas acho que o pessoal fez um trabalho fantástico para termos o melhor ritmo”, contou.

“O carro estava muito bom, então realmente não sei como os outros caras foram se afastando tão rapidamente, mas vamos continuar trabalhando e nós esperamos chegar lá um dia. Não sei onde perdemos [tanto ritmo], então teremos que dar uma olhada nisso”, finalizou o piloto, que somou seus primeiros dez pontos pela Mercedes.

A segunda corrida do campeonato acontece já na próxima semana, na Malásia, no circuito de Sepang, que comemora 15 anos da realização da prova.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube