F1

Hamilton confirma punição com perda de posições no grid por conta da troca de partes do motor na Bélgica

Em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira em Spa-Francorchamps, Lewis Hamilton confirmou que a Mercedes vai usar novas peças em sua unidade de potência, mas não disse quais. De qualquer forma, é certo que o britânico perderá pelo menos dez posições no grid de largada do GP da Bélgica
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Foi quente, né, Lewis Hamilton? (Foto: Getty Images)

Lewis Hamilton confirmou nesta quinta-feira (25), em Spa-Francorchamps, que usar peças novas em sua unidade de potência neste fim de semana de GP da Bélgica, prova que marca a retomada da temporada 2016 da F1. O líder do campeonato, desta forma, vai perder pelo menos dez posições no grid de largada em razão das mudanças, segundo diz o regulamento técnico do Mundial. Em seguida, via Twitter, a Mercedes também confirmou a troca e disse que o britânico vai largar “do fim do grid ou muito perto disso, mas nós não podemos dizer mais nada agora”.
 
Hamilton já usou cinco turbos e cinco MGU-H, que é o sistema de reaproveitamento de energia. O uso de novas peças do chamado sexto motor de Lewis no campeonato acaba sendo consequência de uma série de problemas enfrentados pelo tricampeão no começo do ano. Em Xangai e em Sóchi, por exemplo, Lewis teve problemas e precisou trocar sua unidade de potência, causando preocupação para a sequência do campeonato.
Lewis Hamilton já sabe que vai perder pelo menos dez posições no grid do GP da Bélgica (Foto: Getty Images)
Hamilton, depois de um começo de temporada claudicante e de ter sido batido pelo rival Nico Rosberg, que chegou a ficar 43 pontos à sua frente, empreendeu uma reação fantástica e emendou seis vitórias nas últimas sete corridas do campeonato para fechar a primeira parte da temporada 19 pontos à frente do alemão.
 
Contudo, em razão da punição iminente, Lewis jamais se considerou líder de fato do campeonato e disse que só se sentiria em tal condição quando pudesse abrir 25 pontos de frente para Rosberg, considerando uma vitória de vantagem para o rival alemão.
 

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira em Spa-Francorchamps, palco do GP da Bélgica, Hamilton deixou claro que ainda se vê na briga pela vitória que, se vier, será a 50ª da sua carreira. Mas sabe que terá uma missão espinhosa pela frente. “O fim de semana será muito difícil aqui, mas a vitória é o objetivo. Vou fazer tudo o que puder. É apenas uma forma de minimizar os prejuízos”, afirmou o piloto.

"Naturalmente, nós já discutimos sobre as punições pela troca de motor antes, que isso aconteceria em algum momento, mas vou fazer tudo o que puder para minimizar o impacto disso", complementou.
 
De qualquer forma, a confirmação de que Hamilton vai perder posições no grid acaba por beneficiar diretamente Rosberg, que terá totais condições de vencer e de diminuir a diferença para o britânico na luta pelo título da temporada.

Hamilton também foi questionado a respeito do crescimento da Ferrari e, sobretudo, da Red Bull. "A diferença agora é menor para os outros carros, nós estamos na terceira evolução dos carros neste ano, e a Red Bull parece muito rápida, assim como a Ferrari. Será mais difícil do que em anos anteriores, então teremos de minimizar este prejuízo [com a punição", comentou. "Neste esporte, nós ganhamos e perdemos juntos, como equipe. Às vezes, não é por causa de um erro, mas sim por coisas que acontecem. Não vejo como uma incompetência do time. Apenas estamos aprendendo com essa experiência. E tenho certeza de que eles não vão deixar isso acontecer de novo", concluiu.
PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1