F1
15/09/2018 11:05

Hamilton crava volta épica e brilha no sábado à noite com pole-position do GP de Singapura

Com direito a uma volta absurda e novo recorde de Marina Bay, Lewis Hamilton desbancou de uma só vez a força da Red Bull e o favoritismo da Ferrari para partir na posição de honra pela 79ª vez na carreira. Max Verstappen vai dividir a primeira fila
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)

Uma volta espetacular. Lewis Hamilton brilhou novamente na temporada ao desbancar de uma só vez o favoritismo da Ferrari e a força da Red Bull para garantir a pole-position do GP de Singapura. Na noite deste sábado (15), o tetracampeão foi preciso no Q3 e anotou o novo recorde de Marina Bay: 1min36s015. A caminho do penta, Lewis cravou a pole 79 da sua laureada carreira na F1.

A Ferrari, que muito prometia depois do ótimo desempenho nos treinos livres, sequer vai largar na primeira fila. Max Verstappen vai partir do segundo lugar. Sebastian Vettel, que busca a reação depois dos seguidos erros, vai partir em terceiro, lado a lado com Valtteri Bottas. Desta vez, Kimi Räikkönen decepcionou e vai largar apenas em quinto, dividindo a terceira fila com Daniel Ricciardo.

A Force India, que vem em grande performance desde o GP da Bélgica, colocou Sérgio Pérez como 'melhor do resto' no grid, em sétimo lugar, enquanto Romain Grosjean posicionou a Haas em oitavo. Esteban Ocon, também da Force India, e Nico Hülkenberg, da Renault, completam a lista dos dez primeiros do alinhamento inicial em Singapura, enquanto Fernando Alonso vai largar em 11º.
Lewis Hamilton foi arrasador nesta noite de sábado em Singapura (Foto: AFP)

Saiba como foi o treino classificatório em Singapura

Q1: Ricciardo supera dupla da Ferrari e Hamilton vai mal

Cerca de meia hora antes da abertura do treino classificatório, correria total nos boxes da Ferrari. Os mecânicos da equipe italiana corriam contra o tempo para instalar um novo assoalho no carro de Sebastian Vettel, talvez o maior favorito à pole-position por conta do seu forte desempenho — e recorde da pista — durante o terceiro treino livre.

O trabalho duro deu certo, e a Ferrari conseguiu colocar Vettel à pista no começo do Q1. Logo a escuderia italiana se colocou no topo da tabela de tempos, mas com Kimi Räikkönen, que registrou 1min38s534, uma grande volta com pneus hipermacios. Seb não fez um tempo tão bom e passou apenas em quarto na sua primeira volta. Já as Mercedes saíram dos boxes com os ultramacios, poupando os compostos rosáceos para os momentos de definição da sessão.
Daniel Ricciardo fez grande volta no Q1 em Singapura (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Só que Ricciardo tratou de encaixar uma volta quase perfeita para desbancar Räikkönen e colocar a Red Bull como força da noite de Singapura. De saída para a Renault, o australiano registrou 1min38s153 usando os hipermacios. Vettel completou sua volta em seguida e ficou perto, mas não superou o antigo companheiro de equipe por apenas 0s065. Verstappen vinha mais atrás, em quarto, e estava atrás de Ricciardo, Vettel e Räikkönen.

Bottas foi o último piloto a completar volta rápida no Q1. De 20º, o finlandês subiu para sétimo lugar, superando inclusive Hamilton, também calçado com os pneus ultramacios. Por sua vez, Romain Grosjean se garantia com uma boa quarta colocação, desbancando Verstappen, que era seguido por Sérgio Pérez, Esteban Ocon, Nico Hülkenberg, Fernando Alonso e Carlos Sainz. A Mercedes optou por não mandar Hamilton de volta à pista no fim, e o britânico quase foi eliminado, ficando em 14º. Os eliminados foram Kevin Magnussen, Brendon Hartley, Stoffel Vandoorne. Sergey Sirotkin e Lance Stroll fecham o grid com uma Williams que foi muito mal na sessão.


Q2: Ferrari, Red Bull e Mercedes bem próximas; Alonso é eliminado

De olho na estratégia, a Ferrari liberou Vettel e Räikkönen para a pista com os ultramacios no Q2, sessão que define com qual tipo de pneu cada piloto vai largar no domingo. A Mercedes, pelo contrário, optou pelos hipermacios. E foi com eles que Hamilton quebrou o recorde de Marina Bay ao registrar 1min37s344. Mas o tempo de Lewis foi logo batido pela Red Bull de um inspirado Max Verstappen, que anotou 1min37s214. Ricciardo aparecia em terceiro, enquanto a Ferrari chamava Räikkönen de volta aos boxes para colocar os hipermacios, assim como Vettel. A diferença de performance dos hiper para os ultramacios era brutal.

Com cinco minutos para o fim do Q2, Vettel estava em décimo lugar, enquanto Räikkönen era o 15º. Já as duplas de Red Bull e Mercedes pareciam garantidas na fase final da classificação. Assim, Vettel e Räikkönen trataram de assegurar a vaga para o Q3 também. Sem o menor problema e com uma volta sensacional, Kimi pulou para primeiro com o novo recorde da pista: 1min37s194, apenas 0s020 mais rápido que Verstappen.
Fernando Alonso foi um dos eliminados no Q2 em Marina Bay (Foto: McLaren)
Vettel deu mais azar no momento da sua volta e pegou muito tráfego, encarando os carros de Romain Grosjean e Fernando Alonso. Mesmo assim, fez volta suficiente para se colocar em quinto lugar entre os dez que passaram para o Q3. No fim, Bottas melhorou seu tempo e foi 0s090 mais rápido que Hamilton. Seb caiu para sexto e foi seguido por Pérez, Grosjean, Hülkenberg e Ocon. Os eliminados foram Alonso, Sainz, Charles Leclerc, Marcus Ericsson e Pierre Gasly.


Q3: Hamilton crava volta épica e fatura pole incrível em Singapura

Era chegada a hora da definição da pole. A Ferrari despontava como favorita, mas definitivamente Red Bull e Mercedes — com Lewis Hamilton — também tinham grandes chances de sair na frente. Todos os dez pilotos do Q3 deixaram os boxes no comecinho, e Räikkönen puxou a fila. Em teoria, o mais favorecido por não ter de enfrentar tráfego adiante.

Kimi registrou 1min37s403 na sua primeira passagem, mas não foi páreo para a volta espetacular de Hamilton: 1min36s015. Impressionante! Verstappen anotou 1min36s334, enquanto Vettel virou só 1min36s628. Bottas era o quarto, enquanto Räikkönen echava o top-5. Só mesmo uma volta sobrenatural tiraria mais uma pole de Hamilton na temporada.


Ainda restava tempo para mais uma tentativa para cada piloto. Hamilton fez o favoritismo da Ferrari virar pó, mas Vettel e Räikkönen não se davam por vencidos. O 'Homem de Gelo' abriu primeiro a sua volta rápida derradeira no sábado, mas nem de longe conseguiu superar Lewis. Verstappen e Vettel vinham com melhor performance na sequência. Mas os dois perderam tempo no último setor e não melhoraram seus respectivos tempos. Assim, Hamilton comemorou a pole 79 da sua laureada carreira na F1.

F1 2018, GP de Singapura, Marina Bay, grid de largada:

1 L HAMILTON Mercedes   1:36.015   17
2 M VERSTAPPEN Red Bull Tag Heuer   1:36.334 +0.319 14
3 S VETTEL Ferrari   1:36.628 +0.613 17
4 V BOTTAS Mercedes   1:36.702 +0.687 20
5 K RÄIKKÖNEN Ferrari   1:36.794 +0.779 17
6 D RICCIARDO Red Bull Tag Heuer   1:36.996 +0.981 12
7 S PÉREZ Force India Mercedes   1:37.985 +1.970 19
8 R GROSJEAN Haas Ferrari   1:38.320 +2.305 15
9 E OCON Force India Mercedes   1:38.365 +2.350 20
10 N HÜLKENBERG Renault   1:38.588 +2.573 18
11 F ALONSO McLaren Renault   1:38.641 +2.626 12
12 C SAINZ JR Renault   1:38.716 +2.701 12
13 C LECLERC Sauber Ferrari   1:38.747 +2.732 14
14 M ERICSSON Sauber Ferrari   1:39.453 +3.438 14
15 P GASLY Toro Rosso Honda   1:39.691 +3.676 13
16 K MAGNUSSEN Haas Ferrari   1:39.644 +3.629 6
17 B HARTLEY Toro Rosso Honda   1:39.809 +3.794 8
18 S VANDOORNE McLaren Renault   1:39.864 +3.849 8
19 S SIROTKIN Williams Mercedes   1:41.263 +5.248 8
20 L STROLL Williams Mercedes   1:41.334 +5.319 6
    Tempo 107%   1:42.736 +6.721