Hamilton defende decisão de adiar classificação do GP da Austrália para domingo: “Estava perigoso”

Lewis Hamilton saiu em defesa da decisão da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) de adiar o treino classificatório para o GP da Austrália para domingo. Britânico afirmou que fim de semana não foi muito bom para Mercedes

 

O primeiro treino classificatório da temporada 2013 da F1 foi marcado pela chuva. Ainda nos minutos iniciar do Q1, fase inicial da classificação, uma forte chuva atingiu o circuito de Albert Park, forçando a direção de prova a adiar por duas vezes o início das atividades.
 
Mesmo com a chuva insistente, a primeira fase do treino foi concluída, mas uma nova pancada resultou em mais um adiamento da sessão. Representantes da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) chegaram a inspecionar o traçado, mas as condições do asfalto resultaram em consecutivos atrasos e, posteriormente, o adiamento da sessão para a manhã do próximo domingo (17).
Hamilton afirmou que fim de semana não tem sido muito positivo para Mercedes (Foto: Getty Images)
Falando à emissora britânica Sky Sports News, Lewis Hamilton defendeu a opção de adiar a atividade e afirmou que as condições estavam muito perigosas. 
 
“Foi, definitivamente, a decisão certa”, concordou o piloto da Mercedes. “Estava perigoso”, avaliou Lewis. 
 
12º colocado no Q1, Hamilton anotou seu melhor giro em 1min45s456, 2s076 mais lento que Nico Rosberg, seu companheiro de Mercedes e líder desta fase da atividade. 
 
“Não foi um ótimo fim de semana para nós até aqui, mas tomara que possamos mudar isso amanhã”, completou o campeão de 2008.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube