F1
14/05/2017 10:38

Hamilton derrota Vettel em batalha estratégica e vence movimentado GP da Espanha. Ricciardo completa pódio

A Mercedes conseguiu reverter a largada ruim de Lewis Hamilton com uma estratégia perfeita de pit-stops para levar o britânico de volta a topo do pódio e vencer uma grande batalha contra Sebastian Vettel. Felipe Massa, com um pneu furado no início da corrida, ficou longe dos pontos
Warm Up, de Barcelona / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Lewis Hamilton (Foto: Beto Issa)

 

Lewis Hamilton voltou a vencer na F1. O britânico largou na pole, mas perdeu a liderança logo no início da prova para Sebastian Vettel após mais uma largada ruim. Mas a Mercedes conseguiu virar o jogo com uma estratégia perfeita de pit-stops. Mesmo com o tetracampeão e líder do campeonato no seu encalço o tempo todo, o piloto da Mercedes controlou a liderança e, após 66 voltas, cruzou a linha de chegada e festejou seu segundo triunfo na temporada 2017, reduzindo a vantagem de Vettel na ponta do Mundial de Pilotos.

Daniel Ricciardo teve a sorte ao seu lado depois de um fim de semana que parecia fadado à discrição. O australiano garantiu o último degrau do pódio depois de ver oponentes diretos como Valtteri Bottas, Kimi Räikkönen e Max Verstappen abandonarem a corrida. A Force India brilhou com Sergio Pérez em quarto lugar e Esteban Ocon fechando o top-5. Nico Hülkenberg garantiu um bom sexto lugar com a Renault, mas quem brilhou mesmo foi Pascal Wehrlein em oitavo lugar — terminou em sétimo, mas sofreu uma punição de 5s e caiu para oitavo — com a Sauber, atrás da Toro Rosso de Carlos Sainz e à frente de Daniil Kvyat. Romain Grosjean foi o décimo.

Felipe Massa, que se envolveu em um incidente com Fernando Alonso ainda na primeira volta, teve um pneu furado e, desde então, jamais conseguiu ficar perto dos pontos, terminando a corrida em 13º, logo atrás de Fernando Alonso.
Lewis Hamilton garantiu uma vitória na base da estratégia em Barcelona (Foto: Beto Issa)
Saiba como foi o GP da Espanha de F1


Vettel não poderia ter feito largada melhor. O tetracampeão tracionou muito bem e tomou a ponta de Hamilton logo nos primeiros metros. Bottas manteve o terceiro. Até aí, tudo tranquilo. Mas várias pequenas confusões aconteceram mais atrás: espremido por Bottas, Kimi Räikkönen encontrou o carro de Max Verstappen na curva 1. Os dois abandonaram. Nesse meio tempo, a imagem mais marcante foi a de um menino torcedor de Kimi, que não conteve as lágrimas.

Felipe Massa e Alonso quase se tocaram, com o ídolo local passeando pela brita e caindo para 11º, enquanto o brasileiro, com um pneu furado, teve de ir para os boxes. O incidente entre Massa e Alonso foi considerado como de corrida e não houve punição para ninguém. Quem se deu muito bem foi a Force India, que tinha Sergio Pérez em quinto e Esteban Ocon em sexto.
A criança chora ao ver a Ferrari de Kimi Räikkönen abandonando (Foto: Reprodução/TV)
Com ritmo de corrida impecável, Vettel tinha vantagem de pouco mais de 2s, mas Hamilton tentava se aproximar, enquanto Bottas, bem mais atrás, já estava praticamente fora da luta pela vitória. Alonso entrava nos boxes e antecipava sua parada para iniciar outro stint com pneus macios. Foi a senha para a maioria dos pilotos fazer a troca. Em uma delas, Carlos Sainz e Kevin Magnussen saíram do pit-lane lado a lado, com o dinamarquês jogando o piloto da Toro Rosso para a grama. Também não houve punição a ninguém.

Hamilton preferiu ficar na pista por mais algum tempo para levar vantagem contra Vettel. Mas o alemão tinha o melhor rendimento dos pneus e fazia a volta mais rápida da corrida: 1min24s901, contra 1min26s1 de Lewis. O britânico, assim como Bottas, tentava esticar ao máximo seu stint para buscar fazer apenas uma parada durante a prova.
Vettel dá olé em Bottas e retoma a liderança da corrida (Foto: Reprodução)
Hamilton parou na volta 22 e colocou pneus médios, talvez para tentar ir até o fim da corrida. Vettel subia para segundo e estava logo atrás de Bottas. Com ritmo bem mais lento e pneus mais gastos, o finlandês trabalhava como escudeiro e retardava o ritmo de Seb para ajudar Hamilton na luta pela vitória. Bottas bem que tentou, mas não teve jeito. Na volta 26, Vettel deu um olé no #77, chegou até a colocar a roda na grama e fez uma ultrapassagem na raça e fundamental para reassumir a liderança.

A batalha era estratégica. Vettel tinha de abrir o máximo de Hamilton para fazer sua segunda parada e voltar na frente, até porque não se sabia ainda se Hamilton iria até o fim sem outro pit-stop. À parte de tudo isso, quem fazia uma enorme corrida era Pascal Wehrlein, que colocava a sua Sauber com motor Ferrari de 2016 em sétimo lugar. Alonso, por sua vez, aparecia em 15º, duas posições à frente de Massa antes de fazer sua segunda parada.

Na metade da corrida, na volta 33, a vantagem de Vettel para Hamilton era de pouco mais de 7s. A diferença se estabilizou por algum tempo em razão do acionamento do safety-car virtual em razão do incidente entre Massa e Vandoorne, que se chocou com a Williams do brasileiro e levou a pior: teve a suspensão dianteira direita danificada e ficou parado no trecho, abandonando a corrida na volta 35.

No instante em que a corrida retomou seu curso normal, Hamilton parou para fazer seu segundo pit-stop, colocando pneus macios. Na volta seguinte, a 38, foi a vez de Vettel parar. A Ferrari colocou pneus médios no carro do alemão, que teve Lewis ao seu lado após sair do pit-lane. Os dois fizeram juntos a curva 1 e tocaram roda, mas Seb levou a melhor na marra e manteve a liderança da prova.
Bottas viu pelos ares a chance de ir ao pódio em Barcelona (Foto: Reprodução)
Bottas dava adeus à disputa do GP da Espanha em razão de um problema no motor. Ricciardo subia para terceiro, e a Force India continuava brilhando, com Pérez em quarto e Ocon em quinto. Hülkenberg aparecia em sexto, enquanto Wehrlein seguia brilhando e passava para o sétimo lugar.

Na volta 44, o GP da Espanha tinha um novo líder. Com rendimento dos pneus macios muito melhor, Hamilton conseguiu fazer a ultrapassagem sobre Vettel e retomou a ponta, para a festa da Mercedes nos boxes. Lewis questionou a equipe sobre como proceder sobre os pneus para seguir na frente: acelerar para abrir vantagem para Vettel ou diminuir o ritmo para evitar outra parada e ir até o fim para vencer? Hamilton optou por segurar um pouco.
A Ferrari chamou o menino fã de Kimi Räikkönen para conhecê-lo (Foto: Reprodução)
Wehrlein, que continuava em sétimo, era punido pela direção de prova em 5s por conta de um erro cometido — não ficou do lado direito da linha na entrada do pit-lane. Enquanto isso, o menino que foi às lágrimas por Kimi Räikkönen era chamado pela Ferrari para conhecer o 'Homem de Gelo'. Um grande momento dos bastidores do GP da Espanha.

Nas voltas finais, Vettel tentou se aproximar de Hamilton, mas o britânico conseguiu segurar com autoridade mesmo com pneus mais gastos em relação ao seu rival e finalmente voltou a vencer na F1 depois de ter conquistado um resultado muito abaixo do esperado na Rússia. Lewis continua mais vivo do que nunca na briga pelo título em 2017.

F1, GP da Espanha, Barcelona, corrida:

1   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:36:14 66 voltas
2   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari +3.490  
3   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer +1:15.820  
4   31 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes +1 volta  
5   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes +1 volta  
6   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault +1 volta  
7   25 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault +1 volta  
8   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari +1 volta  
9   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault +1 volta  
10   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari +1 volta  
11   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari +1 volta  
12   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda +2 voltas  
13   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes +2 voltas  
14   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari +2 voltas  
15   30 Jolyon PALMER ING Renault +2 voltas  
16   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes +2 voltas  
17   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes +26 voltas NC
18   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda +31 voltas NC
19   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer +66 voltas NC
20   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari +66 voltas NC

RUMOR SOBRE PRÉ-ACORDO COM MERCEDES PODE ESTRAGAR RELAÇÃO ENTRE VETTEL E FERRARI