F1

Hamilton descarta Vettel e vê Leclerc como “o cara para ficar de olho” na Ferrari

Lewis Hamilton falou um pouco sobre a temporada 2019 da Fórmula 1. O titular da Mercedes mostrou grande satisfação com o que a equipe tem feito no campeonato e ainda apontou Charles Leclerc como alguém para se ficar de olho

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Lewis Hamilton chega bastante otimista para o GP da Alemanha de Fórmula 1. Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (25), o piloto falou sobre a primeira metade da temporada, além de comentar sobre seus atuais adversários.
 
O inglês chega a Hockenheim em uma situação bastante confortável. Líder da classificação com 223 pontos, já alcançou sete vitórias, além ter subido no pódio em nove das dez corridas disputadas até aqui – seu pior resultado foi a quinta colocação na Áustria.
 
A performance da Mercedes, claro, é motivo de comemoração para o britânico. “Não lembro de nenhum outro início de temporada tão forte como esse. Nunca tive oito vitórias consecutivas com uma equipe no início do campeonato”, disse.
 
“Não sou um mentiroso, é algo que realmente estamos orgulhosos, precisamos apenas seguir em frente. Estou feliz no geral ao ver o que estamos fazendo como time e piloto. Olho para uma corrida de cada vez, há sempre coisas para se aprender de cada uma, mesmo que a última tenha sido muito boa para nós”, seguiu.
Lewis Hamilton e Charles Leclerc (Foto: Mercedes)
“Mas há coisas que ainda não somos perfeitos, como em classificação. Vamos trabalhar nisso, mas normalmente o ritmo de corrida é bom e é algo que estamos felizes. Aqui é muito quente, por exemplo, como na Áustria, e não é fácil para nós”, continuou o pentacampeão, lembrando o calcanhar de Aquiles da Mercedes no campeonato.
 
“Vai ser um desafio e é ótimo. Mas se as próximas corridas forem quentes assim, então vamos estamos em apuros”, completou.
 
Em 2018, o GP da Alemanha foi marcado pelo grande erro de Sebastian Vettel, que bateu sozinho quando estava confortável na liderança. Depois disso, o alemão tem apresentado diversos outros erros, algo que Hamilton admitiu não pensar muito. 
 
“Não sei, não penso muito sobre isso. Não penso que é particularmente aquela corrida ou outra, não acho que aconteceu algo com ele, acho que ele e a equipe têm sofrido mais em algumas prova”, apontou.
 
“E agora tem um jovem ao seu lado que está fazendo um ótimo trabalho. Então não parece ser fácil às vezes, mas ainda é um tetracampeão, precisamos manter o respeito. Mas não acho que Vettel é meu principal oponente pelo título já que não está em segundo”, emendou.
 
Por fim, Hamilton falou sobre os adversários da temporada. “Você vê um grande passo da Red Bull, eles realmente deram um salto com o novo motor esse ano e está bem rápida. Max não é mais tão jovem, é novo, mas está aqui há mais de cinco anos”, opinou.
 
“Charles está apenas em seu segundo ano e vai ficar mais forte e já vimos alguns grandes desempenhos, então ele é para ficar de olho. Se a Ferrari pode alcançar o ritmo não sei, eles têm tido altos e baixos”, ressaltou.
 
“Digo, ano passado foi próximo entre as três equipes de ponta. Espero que se aproxime no final. Estou sempre pronto, acho que somos uma equipe forte e trabalhamos bem, somos o melhor trabalho em equipe que tem”, concluiu.
 

 
Paddockast #25
Bênçãos e Maldições da Fórmula E


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.