Hamilton diz que abandono em Abu Dhabi foi causado por problema na pressão do combustível

Apesar da quebra na etapa da Marina de Yas, Lewis Hamilton afirmou que o ritmo de prova da McLaren era tão bom que a equipe inglesa poderia ter feito a dobradinha. O inglês também chamou Sebastian Vettel, terceiro, de “mais sortudo da F1”

Lewis Hamilton esteve próximo de conquistar a segunda vitória seguida da carreira em Abu Dhabi. Depois de vencer a edição de 2011, o inglês estava na liderança da prova deste domingo (4) de forma dominante, quando foi obrigado a abandonar por causa de uma quebra no carro da McLaren. Após a prova, o piloto explicou que um problema na pressão do combustível o obrigou a deixar a corrida.

“Estou frustrado. Eu tive um bom ritmo em todo o fim de semana e tinha certeza que venceria hoje, mas tive um problema na pressão de combustível. Foi tudo muito rápido. Eu tinha acabado de entrar na curva, e o carro acabou morrendo”, contou.

Lewis Hamilton voltou caminhando para os boxes em Abu Dhabi (Foto: McLaren)

Hamilton disse, ainda, que o desempenho da McLaren era tão bom que a equipe poderia terminar nas duas primeiras colocações. “Eu acho que este fim de semana nós tínhamos ritmo para fazer a dobradinha. Eu não tenho certeza qual era o problema de Jenson, mas ele tinha um carro forte e é um piloto bastante habilidoso”, disse o inglês. Jenson Button, no outro carro prateado, terminou em quarto.

Ainda se lamentando pela vitória perdida, Hamilton afirmou que as falhas mecânicas têm acontecido com frequência na McLaren. “Acho que nas últimas quatro ou cinco corridas, tivemos algum problema no carro, mesmo quando terminávamos a prova. Espero que agora a sorte entre no nosso caminho”, declarou.

Apesar da frustração, o britânico cumprimentou Kimi Räikkönen pela vitória. “Eu estava em uma posição realmente confortável. Não era como se tivesse Vettel em uma Red Bull atrás de mim, o que seria perigoso. Mas Kimi pilotou fenomenalmente, e estou muito, muito feliz por ele, mas eu estava tranquilamente na frente, e o carro estava maravilhoso de pilotar”, disse

“Eu estava apenas administrando a vantagem, mas mesmo assim conseguia me distanciar. Foi um bom fim de semana para mim. Eu realmente aproveitei, me sentia fantástico no carro. Nós tivemos algumas oportunidades, quem sabe da próxima vez”, completou Hamilton, lamentando novamente ser vítima do azar.

Depois do abandono, o britânico continuou no autódromo da Marina de Yas, assistindo ao final da corrida. Com o pódio definido, o piloto se mostrou surpreso com o bom desempenho de Sebastian Vettel. “Incrível como Sebastian conseguiu se recuperar depois de largar do pit-lane. Ele é a pessoa mais sortuda da F1”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube