Hamilton diz que se batesse rivais com carros iguais, “ainda teria quem duvidasse”

Se Lewis Hamilton derrotasse Max Verstappen como companheiros de equipe, muitos ainda duvidariam da capacidade do heptacampeão do mundo. É o que ele mesmo pensa, de tantas críticas que recebe mesmo sendo tão vencedor

Sete títulos mundiais, recorde de vitórias na Fórmula 1 e mais poles que qualquer outro: mesmo assim, Lewis Hamilton ainda precisa ouvir de alguns que “só faz isso por ter o melhor carro”. Pois bem: ele encararia o desafio de mudar tal situação.

Foi o que disse em entrevista à revista GQ: Hamilton toparia uma F1 de carros iguais, para se provar o melhor – mas mesmo assim sabe que muitos seguiriam criticando.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Lewis Hamilton coleciona troféus (Foto: Mercedes)

“Claro que há muita diferença entre as equipes neste esporte e as pessoas querem diminuir meu desempenho por isso, mas eu iria amar correr contra todos no mesmo carro. É só ver o que aconteceu em minha estreia, quando terminei o ano à frente de Fernando Alonso. Eu tinha 22 anos e era novato”, lembrou Hamilton – que, de fato, foi o vice-campeão do mundo em 2007 pela McLaren, um ponto atrás de Kimi Räikkönen.

Para muitos, Max Verstappen poderia encarar Hamilton se tivesse o mesmo carro na atualidade. Será?

“Hoje as pessoas falam de Max. Provavelmente nunca vai acontecer, mas se Max viesse para minha equipe e eu fizesse a mesma coisa que faço agora, vencesse, há pessoas que não acreditariam do mesmo jeito”, criticou.

Por fim, ainda declarou algo que pode assustar quem é contra seu talento: “Percebi que estou ainda melhor.”

“Estou na melhor forma novamente e entendo estratégias e pneus cada vez melhor. Não esperava melhorar agora, mas eu corria contra meu próprio teto. É bom ver que não é o caso, mas eu trabalho duro para tal”, finalizou o hepta.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube