Hamilton diz ter “cinco ou seis anos” de F1 por vir, mas nega que igualar sete títulos de Schumacher seja objetivo

Lewis Hamilton ultrapassou nesta temporada o recorde de poles de Michael Schumacher, mas segue longe da marca de vitórias e dos sete títulos do alemão. Focado em renovar contrato com a Mercedes, disse que alcançar os números de um de seus ídolos não pode influenciá-lo

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lewis Hamilton já quebrou nesta temporada o recorde de poles-position de Michael Schumacher na F1, alcançando 69 largadas na primeira posição do grid. Mas sabe que chegar ao número de vitórias (91) e, principalmente, de títulos do alemão é quase impossível. Ou melhor: que é possível sonhar com isso, mas que esse não deve ser seu foco ou objetivo na carreira na F1.

Aos 32 anos, Hamilton tem contrato com a Mercedes até o final da temporada 2018, mas já trabalha na renovação do acordo. E disse, neste domingo (24), pensar em continuar na F1 por "mais cinco ou seis anos".

Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A quantidade de temporadas a correr, porém, não é influenciada pela chance de igular os sete títulos de Schumacher. Hamilton, líder da atual temporada, já tem três. "Honestamente, eu trabalho com um passo de cada vez. Já foi difícil conquistar cada um dos títulos que já tenho, já é difícil chegar ao quarto pelo qual brigo agora", disse.

"No momento, para mim é claro: quem sabe se chegarei perto de Schumacher? Sete títulos? Pessoalmente, não tenho o desejo de alcançar isso", completou o britãnico.

Apesar das ponderações, Hamlton reafirmou que se sente no auge de sua vida nas pistas: "Amo pilotar agora mais do que nunca. Acho que estou pilotando em minha melhor forma. Gosto do desafio, da briga com Ferrari e Red Bull. Mas é sempre bom pensar no futuro, ao menos ao final da temporada, ter um plano de carreira, pensar nos próximos cinco anos."

"Recordes estão aí para ser quebrados. Se serei eu, não tenho como dizer", finalizou o líder do campeonato da F1 em 2017.

’SOLDADINHO’ DA PENSKE?

CASTRONEVES TEM FALTA DE TÍTULO COMO MANCHA NA CARREIRA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube