carregando
F1

Hamilton diz ter “vida complexa” e minimiza vulnerabilidade: “Sou humano”

Lewis Hamilton falou um pouco sobre sua vida e toda sua complexividade. O campeão de 2019 apontou que tem, sim, questões pessoais, mas descartou que mostrar vulnerabilidade seja algo negativo

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Lewis Hamilton pode ter uma vida muito mais complicada do que muitos imaginam. O inglês admitiu ser complexo e que normalmente tem muitas questões por ser uma pessoa tão pública, mas não vê a vulnerabilidade como algo negativo.
 
O hexacampeão sempre deixou bastante claro seus ideais e suas crenças. Ultimamente, tem feito grande campanha pelo meio ambiente fazendo discursos, postagens e adotando uma vida mais sustentável. Inclusive passou a adotar uma dieta vegana.
 
Então, há um tempo, chegou a escrever em seu Instagram que estava cansado de tudo, o que levantou muitas dúvidas se era um texto mais pessoal ou sobre a situação do mundo. Pouco depois, escreveu outra mensagem dizendo que seguiria lutando.
 
Em entrevista a publicação inglesa ‘BBC’, o #44 explicou que foi uma questão mais pessoal. “Na maior parte do tempo vivo com as emoções no topo, então foi um post emocional, o que não é sempre algo bom de se fazer. Apenas senti que estava batendo minha cabeça contra a parede e não ganhava terreno”, disse.
Lewis Hamilton (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“Há muita coisa desanimadora em diversos pontos e muito questionamento em tudo o que faço e digo. Você vive sua vida sob uma lupa e a pressão de todos quando se está no centro das atenções... somos apenas humanos, então em algum ponto vamos acabar cedendo um pouco. Mas sempre digo que não é como você cai, é como se levanta”, seguiu.
 
“E realmente tornei a negatividade em positividade e voltei e venci a corrida seguinte. E se olhar para trás, quando tive essas fases difíceis normalmente venci a corrida seguinte. É onde minha força está. Entendo que é apenas algo da vida. Mas o fato de ser apenas assim não torna as coisas mais fáceis”, continuou.
 
“Diria que tenho uma vida complexa. Tenho certeza que todos temos, mas não posso falar sobre como absolutamente complexa é. Estou tentando ser mais aberto sobre isso, como vê nas minhas redes sociais. Mas há uma linha do limite e para mim, pessoalmente, aquilo foi um pouco além do limite”, emendou.
 
“Mas não me arrependo porque acho que para aqueles que estão me seguindo e estão nessa jornada comigo, não acho que mostrar vulnerabilidade é sempre uma coisa ruim. Podem ver que sou apenas humano no fim do dia”, concluiu.
 

Paddockast #42
QUEM É VOCÊ NO GP DO BRASIL?


Ouça:
Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.