Hamilton domina classificação, mas mesmo assim é cauteloso sobre corrida nos EUA: “Será difícil, mas estou preparado”

Lewis Hamilton sai na frente com autoridade em Austin, após ficar na frente em todos os treinos livres, em todos os trechos da classificação e de bater recorde atrás de recorde da pista. Mas, em busca do tetra, ele ainda pondera sobre a facilidade que pode encontrar nos domingo

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Lewis Hamilton estraçalhou seus rivais e bateu recorde atrás de recorde da pista para garantir a pole-position do GP dos EUA no treino classificatório deste sábado (21). Seu domínio começou no TL1, se manteve nos dois seguintes e foi consolidado na classificação. Mesmo com Sebastian Vettel em segundo, o máximo que o ferrarista parece poder fazer em Austin é postergar o título do britânico.

Apesar de todos os fatos serem positivos, serem vantajosos para ele, Hamilton mantém cautela. Não acha que é favorito de forma tão absoluta quanto parece ser para todos que acompanham o final de semana nos EUA até aqui.

Lewis Hamilton estraçalhou marcar e rivais para ser pole em Austin (Foto: Mercedes)

Após o treino, ainda na pista, declarou que espera problemas no domingo, por mais estranho que isso possa parecer. "A equipe fez ótimo trabalho, mas a pista está muito difícil, até por causa do vento e da direção dele", começou sua explicação o piloto da Mercedes.

"No setor 1 o vento vem pela frente, depois vem por trás, Mas eu amo esse circuito, ele é fantástico. Amo pilotar aqui, ainda mais quando tenho um carro como esse. Hoje não está tão quente, a temperatura está boa. Mas amanhã será difícil, temos que ver os pneus, mas estou melhor preparado do que poderia estar", completou.

Para ser campeão, Hamilton precisa vencer e ver Vettel terminar no máximo em sexto. Não parece ser o caso com Vettel saindo em segundo, ao seu lado no grid. Mas pode acontecer e, com os tempos impostos por aquele que pode ser tetracampeão mundial já no domingo, não se deve duvidar.

A largada para o GP dos Estados Unidos está marcada para as 17h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO cobre a etapa texana da F1 ‘in loco’ e AO VIVO e em TEMPO REAL.

RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube