Hamilton elogia Mercedes após treinos livres na China, mas espera “rápidas” Ferrari e Red Bull mais próximas

Lewis Hamilton não está tranquilo, mesmo depois de liderar os dois treinos livres em Xangai. O britânico vê Ferrari e Red Bull, rivais diretas, mais fortes do que de costume em ritmo de corrida: “Significa que precisamos dar nosso melhor”

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lewis Hamilton liderou os dois treinos livres da F1 nesta sexta-feira (13), mas não se vê com vida fácil na China. O britânico já avisa que as rivais Ferrari e Red Bull estão mais rápidas do que de costume nas simulações de corrida, deixando os atuais campeões de orelha em pé.
 
“Ferrari e Red Bull parecem muito rápidas em ritmo de corrida”, comentou Hamilton. “É bom ver as equipes bem próximas, mas isso também significa que precisamos dar nosso melhor. Todo mundo na equipe precisa estar pronto no fim de semana porque é um esforço conjunto”, seguiu.
 
O lado positivo é que Hamilton já tem um carro bem acertado para o circuito de Xangai. O #44 prevê apenas pequenas mudanças antes de encarar classificação e corrida.
 
“Está chovendo e faz frio, mas foi um dia bom. Conseguimos todas as voltas que precisávamos e temos um bom feedback sobre o carro. Os pneus têm ritmos semelhantes, então não existe tanta diferença mesmo com o degrau entre o macio e o ultramacio. O carro está bem balanceado, mas ainda precisamos afinar o acerto durante a noite”, comentou
Lewis Hamilton está em boa forma na China (Foto: F1/Twitter)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O dia foi um pouco mais difícil para Valtteri Bottas, terceiro mais rápido. Mesmo próximo de Hamilton, o finlandês sofreu para encontrar a melhor configuração para o carro.
 
“Tivemos problemas com o equilíbrio do carro na minha. Estava rápido, mas não era fácil pilotar. Mudamos o acerto no TL2 e vimos tempos melhores, mas ainda ainda espero mais um passo adiante amanhã. Como um todo, foram boas voltas e muita informação, então me sinto pronto. Parece que vai ser muito apertado na briga com a Ferrari, tanto na classificação quanto na corrida”, indicou.
 
“A pista melhorou muito ao longo do dia, inclusive durante as sessões. Você conseguia sentir a aderência aumentando volta após volta, mas isso é normal nessa pista. A expectativa é de que amanhã de manhã, depois da chuva, seja um pouco mais complicado, mas espero que melhore a tempo da classificação”, encerrou.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da China, terceira etapa da temporada 2018 do Mundial de F1.
 
”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube