Hamilton esclarece comentários e diz que tem “muito respeito” por Pérez

Inglês explicou comentários que fez após corrida no México sobre piloto da casa

Todos que gostam e que acompanham a Fórmula 1 sabem que a disputa pelo título desse ano está disputadíssima entre o veterano Lewis Hamilton e o jovem Max Verstappen. Hamilton, que completou 36 anos em 2021, é sete vezes campeão da categoria e considerado um dos maiores pilotos da história do automobilismo. Verstappen, que tem apenas 24 anos de idade, é considerado um dos pilotos mais promissores e mais talentosos de sua geração e busca seu primeiro título na categoria.

A rivalidade entre os dois vem se arrastando corrida a corrida durante toda a temporada com os dois se revezando na liderança do campeonato. Por esse motivo, qualquer coisa que os dois façam ou falem antes, durante ou após uma corrida tem potencial para virar polêmica. E foi isso que aconteceu após o GP do México vencido, com folgas, por Verstappen.

Durante a coletiva após a corrida, Hamilton fez algumas declarações tanto sobre Sergio Pérez, companheiro de equipe de Verstappen, quanto sobre Valtteri Bottas (seu companheiro de equipe) que pegaram mal. O inglês teve de ir as redes sociais para esclarecer as coisas. E é sobre isso que a Betsonly, onde você encontra os melhores Bwin bônus, vai falar.

LEWIS HAMILTON; GP DA CIDADE DO MÉXICO; F1;
Está cada vez mais difícil para Lewis Hamilton buscar o octa em 2021 (Foto: F1/Reprodução)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Após o GP do México, ocorrido no último dia 7 de novembro, Hamilton declarou que o ritmo da Red Bull naquele dia estava “inacreditável” e que “não havia nada que ele pudesse fazer para lutar contra aquilo”, concluindo. “Quando você tem Checo na sua cola, você sabe que o carro (da Red Bull) está rápido”. E foi esse final que causou polêmica.

Muita gente interpretou que Hamilton estava fazendo pouco caso de Pérez e que atribuía o seu desempenho no GP do México apenas a qualidade do carro da Red Bull. Ou seja, até um piloto como Pérez pode ser, realmente, competitivo em um carro como o da Red Bull. A declaração pegou mal porque Pérez é mexicano e estava correndo em casa. E não apenas isso: o piloto teve um desempenho realmente formidável na corrida, terminando em terceiro lugar e perseguindo Hamilton até a última volta.

O terceiro lugar de Pérez foi o melhor resultado obtido por um piloto mexicano em toda a história da Fórmula 1 e, também, a primeira vez que um piloto do país subiu ao pódio em um grande prêmio. Hamilton foi rápido ao ir as redes sociais e esclarecer a polêmica. O inglês disse que tem “muito respeito” por Pérez, que o mexicano está fazendo um “ótimo trabalho” na Red Bull e que ele “evoluiu bastante” nessa temporada. Hamilton disse, também, que seu comentário não foi direcionado a Pérez, mas sim a dificuldade de se perseguir outro piloto em um GP como o do México. “Perseguir outro carro no México é muito difícil, devido ao baixo arrasto que todos nós temos lá. É por isso que há muitas poucas ultrapassagens” no México.

Além de Pérez, Hamilton também fez comentários sobre seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas. Na mesma coletiva de imprensa, o inglês disse que Bottas “deixou a porta aberta” e assim permitiu que Verstappen o ultrapassasse e assumisse a primeira colocação logo na largada da corrida. Sobre isso, o inglês esclareceu: “Todos nós temos dias ruins. Nós vivemos e aprendemos”. Hamilton continuou. “Eu disse que VB (Bottas) deixou a porta aberta e, naturalmente, as pessoas vão logo criticando. Nós ganhamos e perdemos como time. Não existe nenhuma pessoa específica responsável por vitórias e derrotas”.

Hamilton assim como Bottas, Pérez e Verstappen estão em Interlagos para a disputa do GP de São Paulo. O inglês tentará desesperadamente somar pontos para tentar se aproximar do líder do campeonato, Verstappen.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar