Hamilton evita palpite para Singapura e quer “mais batalhas” com Red Bull e Ferrari

Lewis Hamilton não acha que a Mercedes sobrará no GP de Singapura e garante que torce para que o equilíbrio siga e, consequentemente, as boas batalhas com Ferrari e Red Bull se repitam

Lewis Hamilton começou o ano nadando de braçadas e encaminhando bem o título da temporada 2019, mas as últimas provas foram bem diferentes. Por mais que o inglês tenha vencido na Hungria, precisou brigar muito com Max Verstappen, enquanto viu o próprio holandês e Charles Leclerc triunfarem em duas provas cada. Em geral, Lewis perdeu o domínio quando a F1 começou a pegar fogo com grandes e apertadas corridas. Mas o pentacampeão prefere assim.
 
Hamilton afirmou que não acha que a Mercedes sobrará em Singapura, um traçado que teoricamente beneficia os prateados e a Red Bull. Para o inglês, será uma corrida normal, com preparação normal e os riscos de sempre nos rivais.
Lewis Hamilton quer corridas pegadas como foi o GP da Itália (Foto: Beto Issa)

"Não estou pensando desse jeito, não estou olhando para a próxima corrida achando que tudo vai sair do nosso jeito. Vou para a fábrica na semana que vem e vai ser o mesmo processo de sempre, espero que melhoremos o carro e também nosso trabalho no final de semana, aí vamos crescer", disse.

 
O inglês, inclusive, garantiu que torce pelo pelotão da frente embolado, com boas disputas com as rivais Red Bull e Ferrari, mas agora quer fazer melhor do que na briga do GP da Itália que travou com Leclerc.
 
"Também espero que eu possa fazer um trabalho melhor na próxima corrida. Se eles forem tão competitivos como estão sendo lá também, ótimo. Espero mesmo que siga a competitividade entre nós, Red Bull e Ferrari. Pessoalmente, quero que a batalha continue, mais oportunidades assim seriam uma ótima", completou.
 

Paddockast #33
10 ANOS DE SECA BRASILEIRA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar