F1

Hamilton mantém Mercedes à frente na abertura dos treinos livres no México, mas vê Ferrari bem perto

Lewis Hamilton se colocou como mais rápido no treino livre que abriu os trabalhos da F1 nesta sexta-feira (28) no México. Mas quem surpreendeu mesmo foi a Ferrari, que pôs seus dois pilotos no top-3, com Sebastian Vettel à frente de Kimi Räikkönen

Warm Up / EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba

Lewis Hamilton foi o homem mais rápido do TL1 no México nesta sexta-feira (28). Mas viu uma incômoda aproximação da Ferrari. Sim, os ferraristas exibiram bom desempenho com os pneus médios e se colocaram no top-3, com Sebastian Vettel à frente de Kimi Räikkönen. Os dois carros vermelhos terminaram a sessão bem perto do tricampeão. Na verdade, Vettel ficou apenas 0s079 da melhor marca do inglês. Só que Hamilton conseguiu 1min20s914 usando os pneus médios - a versão mais dura do fim de semana -, enquanto a dupla da equipe italiana registrou seus tempos usando os compostos amarelos.

A Force India foi a equipe mais próxma dos três ponteiros. Usando os supermacios, Sergio Pérez terminou a sessão em quarto, pouco à frente de Nico Hülkenberg. Valtteri Bottas colocou a Williams em sexto, enquanto Nico Rosberg foi só o sétimo, também dedicando boa parte dos trabalhos à avaliação dos compostos médios.

Daniel Ricciardo foi o melhor da Red Bull. O australiano, também priorizando os pneus médios, terminou em oitavo, com Felipe Massa em nono. Danill Kvyat foi o décimo. Depois de provocar uma bandeira vermelha durante a sessão, Felipe Nasr ainda se colocou em 17º.
Lewis Hamilton liderou o primeiro treino livre no México (Foto: Reprodução/Twitter)
Confira como foi o primeiro treino livre do GP do México de F1

A primeira sessão de treinos da F1 no Hermanos Rodríguez começou com temperaturas muito baixas. Quando os pilotos deixaram os boxes para as costumeiras voltas de instalação, os termômetros registravam apenas 12ºC. No asfalto, apenas 19ºC era a marca. E os primeiros a sair foram Jolyon Palmer, Romain Grosjean, Esteban Gutiérrez, Kevin Magnussen, Esteban Ocon, Pascal Wehrlein - equipado com o Halo no carro - e Sebastian Vettel. Todos ainda de compostos médios. Falando nos compostos, a Pirelli repetiu no México a combinação usando na semana passada, em Austin. Ou seja, médios, macios e supermacios.
 
A pista se mostrou bem suja nestes minutos iniciais. Os carros foram levantando poeria a cada volta, na medida que os demais também completavam seus primeiros giros de verificação. E logo o circuito se esvaziou. 
 
E foi só perto dos 15 minutos de sessão é que Esteban Ocon quebrou o silêncio, saindo já com os pneus macios. O francês da Manor abriu o cronômetro com 1min28s842. Na sequência, vieram Wehrlein e Alonso, mas andando de médios. O espanhol da McLaren logo se colocou na ponta, com 1min24s933. Magnussen apareceu na sequência, com 1min28s151. O dinamarquês vinha de compostos brancos e com o Halo instalado no carro. Ocon e Palmer completavam os quatro primeiros com tempos registrados.
Kevin Magnussen foi mais um a testar o Halo (Foto: Reprodução/Renault)

Aí a Mercedes mandou Lewis Hamilton e Nico Rosberg à pista com os macios, assim como a Ferrari. Enquanto isso, Valtteri Bottas alcançou a melhor volta em 1min24s337, superando Alonso em seis décimos. Também vieram as duas Red Bull.

Assim, a ordem natural das coisas foi estabelecida. Hamilton se pôs como mais rápido em 1min21s936, com Rosberg em segundo, mas um pouco mais longo que o normal: quase meio segundo atrás. Bottas seguia em terceiro, com Max Verstappen e Daniel Ricciardo fechando o top-5. Sebastian Vettel era o sexto, à frente de Felipe Massa, Daniil Kvyat, Carlos Sainz e Felipe Nasr.

Sergio Pérez, então, foi o primeiro a andar com os supermacios. E, em cima dos grudentos vermelhos, saltou para a terceira posição da tabela, com 1min22s570. Ao mesmo tempo, Rosberg conseguiu tirar mais dois décimos de seu melhor tempo, se aproximando mais do líder Hamilton.

Alguns minutos depois, a sessão entrou em regime de bandeira vermelha. Tudo por conta de um incidente envolvendo Nasr. O brasileiro da Sauber, que testava o Halo, escapou na zebra da saída dos esses finais da pista e acabou danificando a asa dianteira. Por conta dos destroços, a direção de prova precisou interromper o treino para a limpeza do asfalto.
Felipe Nasr causou uma bandeira vermelha na sessão (Foto: Reprodução/F1)

Depois de uma parada de sete minutos, os pilotos voltaram à pista. E a Williams optou por um primeiro stint com os pneus supermacios. Assim, Bottas e Massa saltaram para a terceira e a quarta colocações, respectivamente. Ao mesmo tempo, a Red Bull lidava com um princípio de incêndio nos freios traseiros de Verstappen - a situação foi logo controlada nas garagens austríacas, entretanto.
 
Na pista, a Mercedes devolveu sua dupla, mas usando agora os pneus médios. O ritmo dos dois carros prateados mostrava que os dois postulantes ao título estavam, na verdade, já avaliando as condições de corrida. E, apesar disso, o tricampeão conseguiu baixar sua marca, andando na casa de 1min21s527, trazendo Nico consigo, apenas um décimo atrás.
 
Enquanto Lewis seguia baixando seus tempos - 1min20s914 -, a Force India mandou seus pilotos com os supermacios. Assim, Pérez pulou para segundo, a 0s433 do líder. Nico Hülkenberg se colocou logo atrás, em terceiro, à frente de Rosberg, Ricciardo, Bottas, Kvyat, Grosjean, Massa e Verstappen.
 
Na sequência, a Ferrari retornou com os macios no carro de Vettel. E o tetracampeão pulou para a segundo, a apenas 0s079 do inglês da Mercedes, que também já estava de volta aos trabalhos, usando novamente os médios. Rosberg também saiu para um segundo stint com os compostos de risca branca. Alonso foi outro a seguir os dois carros da Mercedes, andando com os médios.

Enquanto Lewis seguia baixando seus tempos - 1min20s914 -, a Force India mandou seus pilotos com os supermacios. Assim, Pérez pulou para segundo, a 0s433 do líder. Nico Hülkenberg se colocou logo atrás, em terceiro, à frente de Rosberg, Ricciardo, Bottas, Kvyat, Grosjean, Massa e Verstappen.
 
Na sequência, a Ferrari retornou com os macios no carro de Vettel. E o tetracampeão pulou para a segundo, a apenas 0s079 do inglês da Mercedes, que também já estava de volta aos trabalhos, usando novamente os médios. Rosberg também saiu para um segundo stint com os compostos de risca branca. Alonso foi outro a seguir os dois carros da Mercedes, andando com os médios.
 
Aí Kimi Räikkönen apareceu em terceiro, a somente 0s158. E se colocou em terceiro. O finlandês andava com os macios também. A partir daí, o treino na fase em que todos se dedicam apenas às simulações do ritmo de corrida, revezando o uso dos compostos. Portanto, nenhuma posição mudou na parte final dos trabalhos, garantindo a Hamilton o melhor tempo da sessão. Vale apenas destacar nessa fase que Bottas repetiu a maior velocidade registrada no ano passado, em 366 km/h. 

A F1 volta logo mais, a partir das 17h (de Brasília), com o segundo treino livre. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

F1 2016, GP do México, Hermanos Rodríguez, TL1:

1 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:20.914   34
2 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:20.993 +0.079 23
3 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:21.072 +0.158 19
4 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:21.200 +0.286 23
5 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:21.409 +0.495 23
6 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:21.447 +0.533 34
7 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:21.673 +0.759 32
8 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL TAG HEUER 1:21.727 +0.813 27
9 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:21.836 +0.922 31
10 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO FERRARI 1:22.215 +1.301 29
11 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:22.500 +1.586 21
12 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO FERRARI 1:22.563 +1.649 32
13 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:22.723 +1.809 17
14 33 MAX VERSTAPPEN HOL RED BULL TAG HEUER 1:22.877 +1.963 10
15 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX HAAS FERRARI 1:22.910 +1.996 23
16 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:23.089 +2.175 25
17 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:23.089 +2.175 12
18 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:23.342 +2.428 24
19 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN RENAULT 1:23.556 +2.642 32
20 31 ESTEBAN OCON FRA MANOR MERCEDES 1:24.083 +3.169 30
21 30 JOLYON PALMER ING RENAULT 1:24.097 +3.183 25
22 94 PASCAL WEHRLEIN ALE MANOR MERCEDES 1:24.350 +3.436 28