Hamilton põe “próximos 5 a 10 anos” como essenciais para novo contrato

Lewis Hamilton dá a entender a todo momento que irá acertar com a Mercedes para mais um ciclo contratual, uma vez que o atual termina no fim de 2020. Entretanto, antes de sentar para conversar com os alemães, precisa saber o que quer fazer nos próximos cinco a dez anos

Como será a próxima década da vida de Lewis Hamilton? Ao menos por enquanto, sequer o piloto pode dar qualquer resposta. Aliás, segundo ele, esse é um dos pontos que precisam ser definidos antes de se reunir formalmente com a Mercedes para discutir a negociação contratual do acordo que termina no fim da temporada 2020.
 
Em Barcelona durante a primeira semana de testes coletivos de pré-temporada, Hamilton foi só elogios para a Mercedes pelo fato da equipe jamais ter pedido que ele agisse de alguma maneira que não fosse a natural dele. De acordo com o hexacampeão, toda a situação é confortável com a equipe alemã e a demora para respostas concretas sobre a situação contratual tem cunho pessoal.
 
"Continuo a me sentir ótimo dentro da família! Não sei quando vamos nos sentar e conversar e não vejo pressa; Creio que nossas metas estão alinhadas, então certamente vamos conversar", afirmou à rede de TV inglesa Sky Sports.
Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)
"Sempre fomos muito claros com relação aos nossos planos e as partes atualizam uma a outra sobre o que pensamos. Normalmente é aquele pequeno detalhe que importa. Tenho sido muito sortudo nesta equipe, as pessoas falam sobre liberdade como se fosse uma coisa ruim, mas não é nada disso", seguiu.
 
"Vir para a Mercedes me ajudou a ser quem eu queria em vez de ir para em algum lugar onde me peçam para ser, falar ou me vestir diferente – o que é comum em outros lugares. (Aqui) tem sido ótimo. Há todos esses pontos de interrogação sobre as coisas diferentes que eu faço, mas todos conhecem os resultados dos últimos anos. Tudo isso é encorajador, faz com que eu seja mais engajado e um piloto melhor do que eu achei que poderia ser", comentou. 
 
"É mais uma questão de descobrir quais meus planos para os próximos cinco a dez anos e de como as decisões que eu tomo agora impactam meu futuro", comentou. 
 
O GRANDE PRÊMIO cobre AO VIVO, em TEMPO REAL e ‘in loco’ os testes de pré-temporada da F1 em Barcelona com o repórter Vitor Fazio. Siga tudo aqui.
 

Paddockast #49
RAÍ CALDATO: O ARTISTA PREFERIDO DE LEWIS HAMILTON

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar