F1

Hamilton supera Rosberg e fecha sexta-feira de treinos livres como mais rápido. Ferrari bate Red Bull em Abu Dhabi

Lewis Hamilton deixou seu recado em Abu Dhabi nesta sexta-feira (25). O tricampeão foi o mais veloz do primeiro dia de treinos livres para o fim de semana decisivo da F1 em uma sexta-feira em que a Ferrari superou a Red Bull. Felipe Massa terminou a sessão em décimo, enquanto Felipe Nasr foi o 18º

Warm Up / EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
 

Lewis Hamilton pode até estar atrás e com chances reduzidas de título, mas isso não diminuiu a vontade de dominar o fim de semana decisivo em Abu Dhabi. O inglês comandou a sexta-feira (25) de treinos livres e fechou o dia com a marca de 1min40s861 – conquistada usando os pneus ultramacios da Pirelli, os compostos mais velozes para a derradeira etapa da temporada 2016. Mesmo tendo um início de trabalho mais lento, Lewis não teve qualquer problema para liderar as ações, ainda que a Ferrari tenha se mostrado mais competitiva do que nas últimas provas.
 
Nico Rosberg, que vem próximo de sair de Yas Marina com a taça da F1, andou muito perto do rival britânico. A diferença entre eles ficou em apenas 0s079 no topo da tabela. Ambos também tiveram performances bem consistentes e semelhantes no momento em que foram à pista para as simulações de corrida.

Como dito e diferentemente do que vem acontecendo, a equipe italiana bateu a Red Bull neste primeiro dia na capital dos Emirados Árabes Unidos. Sebastian Vettel ficou a 0s269 dos carros prateados, mas à frente de Max Verstappen, o melhor dos energéticos. Daniel Ricciardo terminou grudado no companheiro – a vantagem do holandês foi só de 0s001 – em quarto, como Kimi Räikkönen em quinto. 
 
Entre os brasileiros, Felipe Massa obteve a décima melhor marca do dia, enquanto Felipe Nasr completou a segunda sessão em 18º. A F1 retorna neste sábado, a partir das 8h, para o último treino livre antes da classificação, que acontece a partir das 11h. 
 
Acompanhe toda a cobertura da decisão da F1 entre Hamilton e Rosberg no GRANDE PRÊMIO. Só aqui você segue treinos, classificação em corrida em TEMPO REAL
Lewis Hamilton liderou o dia em Abu Dhabi (Foto: Reprodução/Mercedes)
Confira como foi o segundo treino livre do GP de Abu Dhabi de F1

A F1 voltou à Yas Marina já no cair da tarde em Abu Dhabi. E foi nesse cenário de crepúsculo que o segundo treino livre tomou forma. Ao contrário do que acontecera na primeira sessão, a atividade complementar começou agitada, com todo mundo saindo ao mesmo tempo e já registrando tempo cronometrado.
 
De início, foi Sebastian Vettel quem alcançou uma marca mais competitiva. Andando com os pneus macios, o tetracampeão encabeçou a tabela com 1min43s337, mas logo foi superado por Max Verstappen, que, por sua vez, acabou sendo batido por Kimi Räikkönen. Todo mundo aí de compostos amarelos. 
 
Mas não demorou muito para os tempos caírem, especialmente devido à queda das temperaturas com o anoitecer em Abu Dhabi. O finlandês da Ferrari, então, baixou para 1min42s257, colocando 0s320 em cima do colega Vettel – importante dizer aqui que as novas marcas do ferrarista foram alcançadas já em cima dos pneus supermacios. Valtteri Bottas ainda pôs a Williams em terceiro – a 0s001 do líder –, logo à frente de Verstappen e de Daniel Ricciardo. Sergio Pérez, Felipe Massa, Fernando Alonso, Carlos Sainz e Esteban Gutiérrez eram os dez primeiros.
A Ferrari liderou toda a primeira parte da sessão complementar da sexta-feira (Foto: Ferrari)
Aí a sessão entrou em ritmo de bandeira amarela. E de novo por causa de Daniil Kvyat. Da mesma forma como no TL1 mais cedo, o russo sofreu um furo no pneu traseiro esquerdo e acabou fora da pista. 
 
Ainda assim, o treino seguiu seu curso. A Mercedes levou ainda 15 minutos para mandar seus pilotos à pista e quem primeiro saiu foi Nico Rosberg. Andando em um ritmo mais lento e também com os pneus amarelos, o alemão foi capaz de virar apenas o sexto tempo, mais de meio segundo atrás do líder Räikkönen. Mas o líder do campeonato conseguiu uma volta melhor na sequência e cortou para apenas 0s037 a diferença para Kimi.
 
Enquanto isso, Hamilton saiu para um stint mais lento, andando com os macios. O inglês não estabeleceu tempos competitivos e ficou um bom tempo na penúltima posição da tabela. Quase ao mesmo tempo, Vettel voltou e se colocou como o primeiro a treinar com os ultramacios neste TL2. E aí o tetracampeão cravou 1min41s404 para saltar para a liderança. 
 
E a diferença entre os dois ferraristas passou a ser de 0s853 – é vantagem entre os compostos de cor roxa e os supermacios. Bottas e Felipe Massa foram os próximos a sair com os ultra. 
 
Dito isso, a sessão alcançou os primeiros 30 minutos com a seguinte ordem na lista de tempos: Vettel, Bottas, Räikkönen, Massa, Rosberg, Ricciardo, Verstappen, Pérez, Hülkenberg, Alonso, Nasr, Sainz, Gutiérrez, Palmer, Magnussen, Wehrlein, Grosjean, Ericsson, Kvyat, Ocon e Hamilton. 

Não demorou nada, e aí foi a vez do campeão de 2009 andar com os ultramacios. Rosberg veio logo atrás do finlandês. Assim sendo, a ordem foi restaurada uma vez mais. O líder do campeonato se colocou na frente com 1min40s940, apenas 0s190 mais veloz que Vettel, mas 1s1 melhor que Bottas, o terceiro. 

Aí Hamilton também veio com de ultramacios, depois passar algum tempo nos boxes tentando resolver uma suspeita de falha de câmbio. E com os compostos mais velozes do fim de semana, o inglês não encontrou problemas para pular para a ponta. O tempo feito foi de 1min40s861, pouco menos de um décimo de Rosberg.
A Red Bull ficou atrás da Ferrari nesta primeira parte da sessão (Foto: Red Bull Content Pool)
Pouco depois da marca de 50 minutos de sessão, as duas Mercedes foram à pista com os pneus ultramacios velhos, mas já em ritmo de simulação de corrida. Quem também iniciou cedo o trabalho pensando na prova de domingo foi a Ferrari de Vettel. Mas o alemão optou por andar com os pneus macios usados. Logo depois, todo mundo se juntou ao trio na pista e, como é de costume, a avaliação dos três compostos da Pirelli tomou forma.

Dessa forma, a tabela de tempos em nada mudou e apenas sacramentou a liderança de Hamilton. Rosberg se fixou ali em segundo, enquanto Vettel fechou mesmo em terceiro, embora o alemão ainda tenha enfrentado um aparente problema de câmbio na parte final da sessão. Verstappen e Ricciardo completaram os cinco primeiros.

F1 2016, GP de Abu Dhabi, Yas Marina, TL2, final:

1 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:40.861   35
2 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:40.940 +0.079 37
3 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:41.130 +0.269 31
4 33 MAX VERSTAPPEN HOL RED BULL TAG HEUER 1:41.389 +0.528 24
5 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL TAG HEUER 1:41.390 +0.529 32
6 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:41.464 +0.603 34
7 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:41.959 +1.098 35
8 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:42.041 +1.180 35
9 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:42.264 +1.403 36
10 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:42.268 +1.407 35
11 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:42.366 +1.505 32
12 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:42.823 +1.962 23
13 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX HAAS FERRARI 1:43.012 +2.151 35
14 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:43.108 +2.247 17
15 30 JOLYON PALMER ING RENAULT 1:43.272 +2.411 33
16 31 ESTEBAN OCON FRA MANOR MERCEDES 1:43.600 +2.739 34
17 94 PASCAL WEHRLEIN ALE MANOR MERCEDES 1:43.754 +2.893 33
18 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:43.903 +3.042 36
19 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:44.045 +3.184 34
20 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN RENAULT 1:44.117 +3.256 25
21 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO FERRARI 1:44.478 +3.617 5
22 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO FERRARI 1:45.948 +5.087 4