Hamilton torce por briga de verdade com Rosberg e alerta para crescimento da Williams em Silverstone

Lewis Hamilton disse não saber quem conseguirá pressionar mais a Mercedes no GP da Inglaterra deste fim de semana em Silverstone: a Ferrari ou a Williams. Ele disse que largar na frente será fundamental

Os dois pódios consecutivos da Williams na temporada, batendo a Ferrari, não passaram despercebidos por Lewis Hamilton. O líder do campeonato chega a Silverstone para fazer neste fim de semana sua corrida de casa sem conseguir apontar qual time será o principal adversário da Mercedes no GP da Inglaterra.

Ele também espera ter uma briga de verdade com Nico Rosberg, o companheiro de equipe, lembrando os problemas que ambos tiveram nos dois últimos anos em Silverstone.

"Vai ser um fim de semana muito difícil, e Nico estará muito rápido. Não consigo dizer de quem virá a principal ameaça, pode ser a Ferrari, pode ser a Williams. Estou torcendo só para ter uma corrida em que possamos brigar. Em um ano, foi difícil para o Nico com um problema no carro, no outro, para mim", destacou.

Lewis Hamilton perdeu a ponta para Rosberg na largada na Áustria e foi segundo (Foto: AP)
 

Ambos tiveram estas falhas enquanto lideravam o GP da Inglaterra. No ano passado, Rosberg abandonou com uma quebra de câmbio. Há dois anos, Hamilton teve um pneu estourado ainda nas voltas iniciais.

Para se sair melhor nesta batalha com Rosberg em 2015, marcar a pole será fundamental. "Eu acho que tudo vai depender de uma boa classificação, e de tirar o máximo disso na corrida. Nos últimos dois anos, eu não fui espetacularmente bem na classificação", lembrou.

Hamilton tem dez pontos de vantagem para Rosberg na liderança do Mundial, mas somou 17 pontos a menos nas últimas quatro corridas. No GP da Inglaterra, venceu em 2008 e em 2014, os anos em que foi campeão da F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube