F1

Haryanto finalmente encerra mistério, fecha com Manor e completa grid da temporada 2016 da F1

Rio Haryanto está na F1. Em coletiva nesta quinta-feira na Indonésia, o piloto confirmou que vai ocupar a segunda vaga na Manor, assim, completando o grid da temporada 2016 da F1
Warm Up / GABRIEL CURTY, de São Paulo
 Will Stevens bateu Alexander Rossi no TL2 (Foto: Getty Images)
Demorou, mas o grid da temporada 2016 da F1 finalmente está formado. Em coletiva na manhã desta quinta-feira (18) em Jacarta, na Indonésia, Rio Haryanto, de 23 anos, confirmou aquilo que muitos esperavam há semanas: será piloto da Manor. Assim, o atual pior time do grid fica com Haryanto e Pascal Wehrlein no campeonato que começa na Austrália.
 
O anúncio do indonésio no segundo cockpit da Manor encerra uma longa novela que envolveu quase que um leilão pela vaga do time britânico. Alexander Rossi, Will Stevens e até Roberto Merhi foram cogitados como possíveis postulantes até o início desta semana, com o revezamento de pilotos parecendo possível.

“A Manor é uma equipe com uma visão empolgante e planos ambiciosos. Eles conseguiram um grande pacote, e mal posso esperar para entrar no carro. Melbourne [etapa de abertura da temporada 2016] vai ser um momento enorme para mim, meu país, meus apoiadores e fãs e gostaria de agradecer a todos que estão comigo desde que comecei a minha carreira. 2016 é a minha chance de recompensar essa fé e representar a Ásia na F1”, comemorou o mais novo piloto da F1.

O piloto recebeu as boas-vindas do dono da Manor, o bilionário Stephen Fitzpatrick: "Estamos empolgados em anunciar Rio como nosso segundo piloto para 2016. Rio corre desde sua primeira vez no kart, aos seis anos. Ele é impetuoso dentro e fora da pista e deixou uma boa impressão em sua última temporada na GP2. Rio tem um grande apoio na Indonésia, e isso é ótimo para a equipe e para a F1. Eles queriam vê-lo no grid e nós estamos confiantes de que vamos vê-lo curtindo cada batalha que vamos ter pela frente", afirmou o empresário.
 
Alavancado por uma excelente quantia do governo indonésio, Haryanto voltará a vestir as cores da Manor. Em 2010, o piloto fez interessante temporada pela equipe na GP3, terminando no quinto lugar. Em 2011, o time virou Manor Marussia, com Haryanto novamente tendo papel razoável e fechando o ano em sétimo.
Rio Haryanto é o primeiro indonésio da história da F1 (Foto: GP2/LAT Photographic)
Para 2012, Haryanto seguiu para a Marussia Carlin, conseguindo marcar 38 pontos em 24 provas e assegurando, assim, o 14º posto em seu primeiro ano de GP2.
 
Então com 22 anos, o indonésio não parecia ter muito futuro após dois anos fracos na GP2. Foi aí que surgiu a oportunidade na Campos e, enfim, um desempenho que o tornasse um dos principais nomes do grid. 2015 foi seu grande ano: com direito a três vitórias, Haryanto anotou 138 tentos e ficou na quarta colocação, mostrando que lá havia, sim, certo potencial.
 
Com dois pilotos novatos, muitas novidades no grupo de engenheiros e mecânicos e o sempre respeitado motor Mercedes, a Manor tem tudo para ter seu melhor ano na F1. Mais do que isso, é muito possível que o time marque pontos regularmente e, enfim, deixe a parte final do pelotão.
 
VEJA A EDIÇÃO #15 DO PADDOCK GP, COM LUCAS DI GRASSI