Hockenheim espera prejuízo milionário por pandemia, mas celebra estar fora da F1

Hockenheim deixou o calendário da F1 após 2019. Só que, como há males que vêm para o bem, a saída veio no melhor momento: se ainda sediasse um GP, o autódromo teria prejuízos ainda mais graves por conta do Covid-19, pondera a administração

2020 não é o melhor ano para fazer parte do calendário da Fórmula 1. A pandemia do Covid-19 comprometeu o planejamento da categoria, que já descartou o primeiro semestre praticamente por completo. Para Hockenheim, ceifado da nova temporada, trata-se de um prêmio de consolação: os estragos causados pela doença e pela paralisação do esporte a motor serão ainda piores para quem espera receber um GP de F1.
 
“Imagine ter de devolver o dinheiro de 30 ou 40 mil ingressos sem qualquer informação sobre quando o GP vai acontecer”, disse Jorn Teske, diretor de Hockenheim, ao jornal alemão ‘Mannheimer Morgen’. “Não perdemos nada do ponto de vista financeiro”, destacou.
Um GP da Alemanha em 2020 teria consequências graves para Hockenheim (Foto: Mercedes)
As boas notícias financeiras, entretanto, ficam resumidas ao fato de não receber um evento do porte da F1 em 2020. Demais eventos, com o DTM como destaque, perderam datas originais. O autódromo, que nos últimos anos tanto sofreu para fazer contas fecharem, agora fica sem saber quando vai ter fluxo normal de caixa.
 
“Estamos falando de uma perda de milhões, numa dimensão que não temos como calcular precisamente”, seguiu Teske. “Não podemos fazer track days, não podemos organizar eventos para o público, o hotel está fechado, o museu está fechado. Enquanto isso, o planejamento é impossível, porque ninguém sabe o que vai acontecer mesmo depois de junho. Talvez a proibição [de atividades] seja extendida. Temos confiança de que vamos lidar com a situação e sobreviver à temporada, mas saberíamos com mais precisão se soubéssemos quanto tempo isso vai durar”, seguiu.
 
Localizado na Alemanha, Hockenheim enfrenta sérias restrições operacionais. Embora o país europeu não tenha instituído quarentena obrigatória a seus cidadãos, atividades externas ficam altamente limitadas: sair de casa só é recomendável em caso de atividades específicas, como idas ao supermercado, à farmácia ou realização de atividades físicas. E, mesmo assim, somente em grupos de no máximo duas pessoas.
 
Para a F1 e o esporte a motor como um todo, o momento é de espera. Não há campeonatos internacionais em atividade e, mesmo no cenário mais otimista, não há expectativa de que a situação se normalize antes de junho.
 

 
Paddockast #55
Um bate-papo com… RUBENS BARRICHELLO

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 

☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube