Homem simples, Vettel fala da vida pacífica em vilarejo na Suíça e rejeita status de estrela do esporte

Em reportagem publicada no diário britânico ‘Daily Mail’, Sebastian Vettel mostrou sua face de homem simples. Proprietário de uma van Volkswagen Caravelle, o mais jovem tricampeão do mundo disse que não se sente como estrela e prefere manter sua simplicidade

Sebastian Vettel é, seguramente, um dos grandes nomes do esporte mundial na atualidade. Garoto prodígio da F1, o alemão, hoje com 25 anos, é o mais jovem tricampeão da história da categoria. Na esteira das vitórias e dos títulos mundiais, o alemão, nascido em Heppenheim, é muito bem pago pela Red Bull. Entretanto, os muitos milhões euros em salários e publicidade não mexem com a cabeça do ainda menino Sebastian.


Bem diferente de outras estrelas da F1, como Fernando Alonso e Lewis Hamilton — que, recentemente, até comprou um jato estimado em € 20 milhões apenas para ver sua namorada, Nicole Scherzinger, nos Estados Unidos —, Vettel prefere a discrição e uma vida simples. Em reportagem publicada pelo diário britânico ‘Daily Mail’, o maior nome da F1 com a saída de Michael Schumacher das pistas falou sobre seus hábitos de homem simples e deixou claro que não se considera uma estrela do esporte.

Sebastian vive bem longe de Mônaco, paraíso de boa parte dos pilotos de F1. A casa de Vettel fica em Ellighausen, um vilarejo na Suíça, próximo à fronteira com a Alemanha e perto da namorada Hanna Prater. Mas se engana quem pense que o piloto tenha uma vida nababesca, de luxo e ostentação. Ao contrário. A começar pelo seu carro. Nada de esportivos de luxo ou algo do tipo.
Campeão nas pistas, homem simples fora delas: assim é Sebastian Vettel (Foto: Getty Images)

“O carro é o que realmente eu gosto de usar… não sei o quanto posso dizer, mas tenho uma van Volkswagen [Caravelle]. Não é muito velha, mas é tão fácil para colocar minhas tralhas lá atrás, como minha bicicleta. Você pode remover os assentos. Comprei de segunda mão em 2007 e paguei £ 25 mil”, revelou Vettel,

Questionado sobre qual é o carro preferido, Seb fez uma média com o patrocinador principal da Red Bull. “Meu carro favorito é um Infiniti”, disse, embora tenha um modelo bem mais simples que o da marca japonesa de carros de luxo.

Sebastian falou sobre sua vida pacífica, quase reclusa, na Suíça. Sua casa em Ellighausen fica perto de algumas fazendas, mas o piloto negou ser dono de cabeças de gado. “Eu não tenho vacas”, riu. “Minha vida é bastante normal, bem diferente do que acontece aqui [na F1]. É muito sossegada. Lá há mais vacas do que pessoas”, brincou o piloto.

O tricampeão falou porque prefere o sossego da Suíça para passar seus dias de folga ao invés do agito de Monte Carlo ou outra cidade maior na Europa. “Sua vida depende muito do tipo de cara que você é. Não há certo ou errado. Estamos muito ocupados durante o ano todo. Você precisa de algo diferente em casa, paz e tranquilidade. Não sou tentado por lugares como Mônaco. É bom, mas não para mim.”

“Meus vizinhos não me incomodam. Estou feliz por ter encontrado um bom lugar na Suíça. Os suíços são muito respeitosos quanto ao seu espaço privado, mas eu me considero um atleta, não uma estrela. Tenho zero de seguidores no Twitter, então não posso ser uma estrela”, acrescentou o jovem alemão, reforçando a preferência por seguir de fora de redes sociais, como o Twitter e também o Facebook. Vettel jamais teve conta em qualquer uma das redes, assim como Michael Schumacher, sua maior referência nas pistas.

Vettel contou que, na medida do possível, tenta manter sua vida da maneira mais normal possível, como se ele jamais fosse um astro do esporte. “Eu vou para as lojas e compro as minhas próprias coisas. Nunca agi de maneira diferente. Tenho um pouco de ajuda com algumas coisas: tenho alguém que corta a grama, embora eu mesmo a corte de vez em quando”, disse.
Vettel rejeita o status de estrela do esporte. Longe da F1, só quer saber da sua van Volkswagen (Foto: Getty Images)

“Há dois anos, estive em Londres jantando com Bernie Ecclestone, onde é comum a presença de fotógrafos. Eu levantei e um deles me pediu para sair do caminho porque Bernie estava chegando”, lembrou.

Obviamente, Sebastian disse que é bem mais reconhecido na Alemanha. Longe de se considerar uma estrela, Vettel vai normalmente a Frankfurt para ver seu time, o Eintracht Frankfurt atuar pela Bundesliga [Campeonato Alemão de Futebol], quando dá tempo. Mas sua grande paixão mesmo é dirigir sua van.

“Odeio engarrafamentos. Tento encontrar o caminho mais rápido. Às vezes tento um atalho e sou parado pela polícia por usar alguns caminhos ilegais. As pessoas esperam que eu seja um maníaco na estrada, mas sou bastante tranquilo, sempre obedecendo aos limites de velocidade. Com o tráfego, você não pode correr, e eu não preciso de grandes carros”, justificou Vettel, multicampeão e, ao mesmo tempo, homem de vida simples.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube