Horner ressalta Red Bull “incrivelmente bem” na Malásia, mas vê Mercedes com vantagem maior no Bahrein

Chefão da Red Bull, Christian Horner, se mostrou satisfeito com evolução no GP da Malásia, mas acredita que, por retas, alcançar equipe alemã no traçado de Sakhir será mais difícil

A Red Bull evoluiu, e isso ficou claro na Malásia. Com Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo passando quase todo o fim de semana à frente de Ferrari, McLaren e Force India, o tetracampeão terminou com seu primeiro pódio do ano, e o australiano poderia ter marcado bons pontos não fosse a sequência de trapalhadas da equipe nos boxes.
 
Mas a expectativa para a próxima corrida, no Bahrein, é de que a equipe esteja mais distante da Mercedes. Para Christian Horner, a maior carta na manga alemã é a vantagem nas retas, abundantes no circuito de Sakhir.
 
"Fomos incrivelmente bem chegando tão perto, mas sua vantagem é clara em reta. Estamos trabalhando com o pessoal da Viry. Acredito que a Mercedes vai ter uma diferença possivelmente maior no Bahrein que na Malásia. Nosso segundo setor era muito bom e o terceiro, próximo ao deles. Em Sepang, eles nos mataram no primeiro setor, feito de duas retas, efetivamente, e a diferença foi de quase meio segundo, às vezes mais", disse Horner, adicionando que "não vão haver soluções do dia para a noite".
O chefão da equipe ressalta, porém, a evolução do trabalho apresentado em Melbourne para o mostrado em Kuala Lumpur, cravando que os rubro-taurinos estão excedendo expectativas logo cedo na temporada.
 
"Considerando onde estávamos com o motor, estamos além das expectativas. Espero que quando melhorarmos na velocidade de reta, possamos dar mais passos à frente.
 
"Esses motores são muito complicados! É uma questão de fazer os três elementos – motor de combustão, turbo e sistema de recuperação de energia – funcionarem em harmonia. No momento, não estamos lá ainda", assumiu.
 
Horner ainda deixou claro que o desenvolvimento da Mercedes com o V6 Turbo foi tão arrebatador, que deixou não apenas a Renault tentando correr atrás, mas também os italianos da Ferrari.
 
"Tiro o chapéu para a Mercedes, o trabalho deles com a nova tecnologia faz com que precisemos tentar alcançá-los. Mas não é só a gente; vocês viram que Alonso com pneus novos e asa aberta ainda não conseguia passar Hülkenberg de pneus gastos. Não é só a Renault", observou.
 
O GP do Bahrein, primeiro noturno no local, acontece já na próxima semana, em 6/4, com cobertura em tempo real do GRANDE PRÊMIO.

GRANDE PRÊMIO EUROBIKE: mostre que você sabe tudo de F1
neste bolão e faça agora suas apostas para o GP do Bahrein


GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube