Horner tenta controlar tensão e promete falar com Vettel, mas evita falar em punição por desobediência

O ambiente é tão tenso dentro da Red Bull que, segundo informa o site da revista britânica ‘Autosport’, Mark Webber sequer quis subir ao pódio do GP da Malásia, no último domingo (24), sendo convencido depois a fazer parte da premiação em Sepang

Opinião GP: desonesto com Webber, Vettel põe caráter em xeque 

Sem dúvida nenhuma, a 35ª vitória da história da Red Bull foi a mais amarga de todas. Embora o triunfo no GP da Malásia, disputado no último domingo (24), tivesse vindo com direito a dobradinha, a corrida reservou a grande controvérsia envolvendo Sebastian Vettel e Mark Webber, criando um clima bastante tenso dentro da equipe porque o piloto alemão desobedeceu uma ordem vinda da Red Bull, atacou e passou Webber para levar a vitória em Sepang


Para tentar apaziguar os ânimos, Christian Horner, chefe da Red Bull, chegou a conversar com seus pilotos logo após a corrida e disse que vai se reunir novamente com o tricampeão em breve, mas evitou falar em uma punição a Sebastian, dizendo que trata-se de uma questão interna e, como tal, será resolvida “a portas fechadas”.
Horner prometeu nova reunião com Vettel, mas evitou falar em punições (Foto: Red Bull/ Mark Thompson/ Getty Images)
As informações do GP da Malásia em tempo real
A classificação do Mundial de Pilotos
A classificação do Mundial de Construtores
As imagens deste domingo na Malásia

“Eu e ele já tivemos uma conversa e, tendo em conta a emoção e o tempo para refletir, vamos conversar outra vez antes da próxima corrida”, comentou o dirigente britânico durante entrevista coletiva concedida no começo da noite na Malásia.


Webber ficou tão enfurecido com a atitude do seu companheiro de equipe que, segundo informação da revista britânica ‘Autosport’, sequer quis subir ao pódio, mas foi convencido pela equipe a fazer parte da festa de premiação.

Horner procurou fazer o papel de mediador e amenizou a controvérsia do fim de semana em Sepang. O chefe de equipe da Red Bull recordou um caso parecido, quando Vettel e Webber duelaram por posição no GP da Turquia de 2010. Naquela ocasião, porém, ambos se tocaram, e o alemão acabou levando a pior. Desde então, o clima entre os pilotos jamais foi o mesmo.

“Vamos ser sinceros aqui. Nunca houve uma grande dose de confiança entre os dois desde Istambul, em 2010. Mas há um respeito e uma relação real entre os dois. Na última corrida no Brasil [decisão do título na temporada passada], foi pedido a Mark para manter sua posição e começar a correr por ele. Agora, essas coisas acontecem”, contemporizou.

“Eles são pilotos e vão acelerar até o limite. Isso faz parte do DNA deles. É por isso que nós assinamos com eles, para que eles façam o trabalho que têm feito, e é porque eles estão fazendo isso bem que estão lado a lado nos últimos cinco anos”, encerrou Horner.
A cobertura do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
Siga o Grande Prêmio no Twitter
VÍDEO: Webber mostra dedo médio para Vettel após corrida
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube