Hülkenberg admite “choque” com saída do grid: “Sempre almejei a F1”

Na Fórmula 1 desde 2010 e com 177 corridas, Nico Hülkenberg admitiu que será um choque sair da categoria após uma vida de foco. Piloto alemão, que deixou a Renault após três temporadas, não espera ver novas ofertas no futuro

A saída de Nico Hülkenberg da Fórmula 1 ainda chama atenção dos fãs. Após 177 corridas desde sua entrada na categoria, em 2010, o alemão foi substituído por Esteban Ocon para a temporada 2020, e não arranjou outro lugar no grid mesmo sendo um nome bastante elogiado.
 
Com bastante experiência na categoria, Hülkenberg admitiu que será um choque ficar de fora após tanto tempo. Em sua trajetória, o alemão teve passagens por Williams, Force India e Sauber.
 
"Será um choque. Desde que estive neste ambiente de corridas, sempre almejei a Fórmula 1, desde os sete anos, que é quando você começa a lembrar das coisas. Então tem sido por toda a minha vida", comentou o alemão.
Foto oficial da Renault em Abu Dhabi (Foto: Renault)
"Estive aqui por 10 anos e agora terei uma pausa. Será um choque no sistema, mas de uma maneira animadora para mim: ver como lidarei com isso, como fica o meu interesse e o que acontece. Isso é animador", seguiu.
 
Para Nico, que é detentor do recorde de mais corridas sem pódio na história da Fórmula 1, a saída do grid representa uma despedida, até porque o futuro na categoria é desconhecido em 2021, e ele não sabe se propostas aparecerão.
 
"É um adeus para mim, como disse, é o que sinto. Ninguém sabe se teremos uma oportunidade no futuro. Acho que ninguém pode prever, não sei. Está tudo bem, posso viver com isso e seguir em frente", completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube