Hülkenberg diz que Force India tem potencial para ultrapassar Mercedes e visa melhora nas corridas

A Force India é a única equipe entre as que pontuaram que não colocou nenhum piloto no pódio. Apesar disso, Nico Hülkenberg crê que a equipe tem potencial para fazer uma boa segunda metade de temporada e diz que pode fazer provas melhores que os concorrentes

Com um final de temporada cheio de bons resultados, a Force India acabou 2011 como sexta melhor equipe entre os construtores, ficando atrás apenas de Red Bull, Ferrari, McLaren, Mercedes e Lotus Renault. Mas a nova temporada tem se mostrado muito equilibrada e os comandados de Vijay Mallya fecharam a primeira metade do ano apenas na oitava colocação, com 46 pontos, à frente da Toro Rosso, a última que pontuou, e das três equipes nanicas.

Mesmo assim, os indianos ainda fazem uma campanha melhor nesta parte da temporada do que no ano anterior. Com tudo isso, Nico Hülkenberg acredita que a Force India tem potencial para vencer corridas e até ultrapassar a Williams nos construtores – atualmente a equipe comandada por Frank tem 53 pontos e já venceu uma corrida, com Pastor Maldonado, no GP da Espanha.

"Nós já mostrou no ano passado que a nossa velocidade de desenvolvimento é muito competitiva e não vejo razão pela qual não devemos ser capazes de repetir isso de novo", afirmou o piloto ao site oficial da F1. "Estamos apenas sete pontos da Williams e eu acho que nós podemos chegar neles. Eu não sei se é possível chegar na Sauber. Vai ser difícil, mas toda a equipe vai tentar o seu melhor, isso é certo”.

Nico Hülkenberg espera seguir na F1 na próxima temporada (Foto: Force India)

Com dificuldades no início do ano, o piloto alemão, que foi promovido de piloto reserva a titularidade após a saída de Adrian Sutil, diz que está satisfeito com o trabalho feito até aqui.

“Eu estou muito feliz com a temporada. Foi um pouco difícil no começo, mas nós sempre melhoramos o carro e fomos capazes de lutar por pontos em muitas pistas”, relembrou. “No entanto, poderíamos ter somado mais pontos. Especialmente nas primeiras corridas, quando tive um pouco de azar, o que me custou alguns resultados melhores. Então, eu estou feliz, mas não estou 100% feliz”, explicou.

Com problemas na classificação em algumas provas, Hülkenberg acredita que a equipe pode superar até mesmo a Mercedes se tudo der certo no final de semana, o que aconteceu poucas vezes neste ano.

"Ainda estamos atrás de Sauber, Williams, Mercedes e todos que estão à frente. Isso significa que temos a chance de vencê-los quando o nosso fim de semana for completamente sem problemas”, disse. “Na qualificação isso acontece com mais frequência, mas na corrida eles têm até 70 voltas para colocar seus carros mais rápidos à frente do nosso. Assim, nosso ritmo de corrida, na verdade, nos mostra onde realmente estamos”, lamentou.

Após passar pela experiência de ser titular durante um ano na Williams e, depois, amargar o posto de reserva na Force India, Hülkenberg admite que o principal objetivo para este ano é trabalhar para manter a titularidade na próxima temporada da categoria.

“No começo da temporada disse que a minha meta pessoal para 2012 era me manter na F1. Esse ainda é o objetivo. Eu não acho que esteja fazendo um trabalho ruim até agora. Durante as últimas cinco ou seis corridas foi ficando melhor e melhor, por isso estou otimista para atingir meu objetivo”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube