Hülkenberg espera estar competitivo na Austrália e chefe da Force India celebra aumento do interesse na F1

Equipe indiana espera 2014 de bons resultados após pré-temporada entre as primeiras do grid e com carro confiável

A uma semana do começo dos primeiros treinos livres da temporada 2014 da F1, equipes e pilotos começam a fazer suas resoluções finais de pré-temporada. Nesta sexta (7), a Force Índia divulgou a sua.

A equipe entra na temporada com a expectativa de que pode chegar longe em Melbourne. Na última bateria de testes, em Sakhir, Sergio Pérez liderou o pelotão por dois dias consecutivos. Já Nico Hülkenberg foi o encarregado de fazer simulações de corrida. Deu quase 200 voltas em dois dias e, tirando um cansaço do motor Mercedes durante o último teste, não teve problemas.
 

Após inverno forte, Force India mira temporada na parte de cima do grid (Foto: Getty Images)
“Estou bem satisfeito com o carro. Na semana final no Bahrein, fizemos mais ou menos 100 voltas por dia e progredimos bem. Me sinto confortável e acho que isso vai crescer conforme a temporada avançar. Espero estar competitivo e marcar pontos”, disse Hülk.
 
“É gostoso começar em uma nova equipe e já tive o inverno para conhecer a todos. O time está animado e espero que, juntos, consigamos ótimos resultados. Hora da primeira corrida do ano e estou esperando isso há muito tempo”, falou Pérez.
 
Sobre o carro, ambos fizeram avaliações semelhantes. Menos downforce e diferenças no motor foram citadas pelos pilotos, bem como a nova regra de uso de combustível.
 
Os carros estão bem diferentes do ano passado, as velocidades nas curvas são menores porque há menos downforce e o comportamento do motor é bem diferente”, analisou Hulk. “As novas regras são interessantes e os carros, desafiadores. Tem menos downforce, mas tem muito torque do motor, é diferente. Também temos de pensar em controlar o combustível, o que é um problema num circuito de grande gasto como o Albert Park”, avaliou ‘Checo’ Pérez.
 
Hülkenberg ainda brincou sobre seu histórico de infortúnios no circuito australiano. “Corri três vezes em Melbourne e ainda não completei uma volta! Dizem que sorte vem em grupos de três, então, espero que a tentativa número quatro seja melhor!”, brincou o alemão.
 
Sobre o GP da Austrália, o chefão da Force India, Vijay Mallya, preferiu não apostar, mas se mostrou animado com o momento atual da categoria.
 
"Nunca é fácil fazer previsões, especialmente esse ano, com tanto elemento desconhecido. Acredito que podemos chegar ao GP em Melbourne confiante pelo trabalho desenvolvido no inverno. Como isso vai ser traduzido para o fim de semana da corrida é difícil de dizer, mas é importante ter de volta esse elemento de imprevisibilidade. Há muito interesse na F1 ao redor do planeta, nesse momento, e isso é bom", disse.
 
O GP de Melbourne, que abre a temporada da F1, acontece no dia 16 de março com cobertura do GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube