F1

Hülkenberg fecha acordo de quase R$ 6 milhões e retorna à Force India em 2014, afirma jornal suíço

Diário helvético 'Blick' cravou acordo do jovem tedesco com a equipe anglo-indiana, mesmo enfatizando que o nome de Hülk permaneceu no topo da lista da Lotus durante a maior parte do tempo. O próprio Nico, no entanto, desdenhou da parceria financeira da escuderia de Enstone com a obscura Quantum, de Mansoor Ijaz: “Perdeu credibilidade”

Warm Up / Redação GP, de Guarulhos
 
Nico Hülkenberg, um dos grandes destaques da temporada 2013 da F1, não ficará à pé em 2014: sem contrato com a Sauber para o próximo ano, o alemão retorna à Force India após o término do atual campeonato, por um valor de € 1,9 milhões [cerca de R$ 5,8 milhões].
 
De acordo com o jornalista Roger Benoit, do diário suíço 'Blick', Hülk esteve o tempo todo no topo da lista da Lotus para substituir Kimi Räikkönen, cuja transferência para a Ferrari recentemente foi confirmada. No entanto, a questão financeira falou mais alto para o time de Enstone, que optou por desistir de lutar pelos serviços do tedesco e assinou com o obscuro fundo de investimentos Quantum, de Mansoor Ijaz, além de fechar com Pastor Maldonado e seus petrodólares da PDVSA para 2014 , conforme antecipou o jornalista Américo Teixeira Jr., parceiro do GRANDE PRÊMIO, no fim de outubro.
Nico Hülkenberg é a bola da vez no mercado de pilotos da F1 (Foto: Getty Images)
"O acordo com a Quantum se arrasta há tanto tempo que já perdeu credibilidade", afirmou Hülkenberg. "Quando isso acontece, você acaba perdendo as esperanças", acrescentou.
 
Será a segunda passagem de Nico pela Force India. A equipe o abrigou em 2011, logo após o tedesco ter sido dispensado da Williams imediatamente depois do fim de sua temporada de estreia na F1, em 2010. Hülk permaneceu no time de Vijay Mallya para 2012, migrando para a então crescente Sauber em 2013. O time suíço, no entanto, não fez um carro tão bom quanto o do ano anterior, o que levou o germânico a procurar novos ares.