Hülkenberg festeja melhor resultado na F1 “com sorriso enorme” em corrida “complicada” na Bélgica

Naquela que está entre uma das suas melhores exibições como piloto de F1, Nico Hülkenberg chegou a andar no GP da Bélgica no segundo lugar e cruzou a linha de chegada em quarto. O jovem alemão, de 25 anos, destacou os duelos com os campeões Michael Schumacher e Kimi Räikkönen

Nico Hülkenberg foi um dos grandes beneficiados pelo acidente múltiplo causado por Romain Grosjean antes da primeira curva do circuito de Spa-Francorchamps, sede do GP da Bélgica, realizado neste domingo (2). O jovem alemão da Force conseguiu desviar com habilidade dos detritos dos carros de Grosjean, Fernando Alonso, Lewis Hamilton, Sergio Pérez e Kamui Kobayashi, espalhados na La Source, e pulou de 11º para terceiro antes da Eau Rouge.

Contudo, a performance de Nico ao longo das 44 voltas do GP da Bélgica mostram que sempre o piloto estava entre os líderes da corrida, salvo no período das janelas para troca de pneus. Ao cruzar a linha de chegada em quarto lugar, Hülkenberg conquistou o melhor resultado da sua carreira como piloto de F1 e comemorou também pela Force India.

Hülkenberg conquistou o melhor resultado da carriera neste domingo (Foto: Force India)

Desde o GP da China atrás da Williams, a Force India, graças aos 12 pontos de Nico e a mais um ponto, conquistado por Paul di Resta, passou a escuderia de Grove e agora ocupa a sétima colocação do Mundial de Construtores.

“Fiquei com um sorriso enorme hoje porque o resultado é o que nós precisávamos para lutar no campeonato. Estava lá no alto, em segundo, e por um momento pensei que nós pudéssemos chegar ao pódio”, disse o alemão, que destacou os duelos com os campeões Michael Schumacher e Kimi Räikkönen.

“Mas a corrida foi complicada. Tive algumas belas disputas com Kimi e Michael, estive sempre no meu limite”, lembrou Hülkenberg, aliviado por ter conseguido resistir até o fim da corrida. “A largada foi agitada, mas, por sorte, consegui desviar dos detritos e tirar proveito da situação”, concluiu o jovem, que, com o resultado deste domingo, soma agora 31 pontos e está em 13º no Mundial de Pilotos, três a mais em relação ao badalado Paul di Resta, 15º na tabela.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube